7 Iniciativas para Melhorar a Experiência do Empregado: Criando uma Cultura de Diversidade, Equidade e Inclusão

10 min de leitura
Ariane Jaeger
31 de maio de 2023
Última atualização: 15 de junho de 2023
7 Iniciativas para Melhorar a Experiência do Empregado: Criando uma Cultura de Diversidade, Equidade e Inclusão

Você sabia que quando os colaboradores têm uma vivência mais positiva no ambiente laboral, eles tendem a ficar muito mais tempo naquela empresa e darem o seu melhor no trabalho? Infelizmente, nem todos os negócios dão o devido valor para o envolvimento e nem sequer investem na coisa mais importante da sua companhia: o capital humano – contudo, você pode (e deve) seguir pelo caminho oposto!

Saiba como ter uma empresa mais diversa, igualitária e inclusiva, que promova a melhor experiência dos funcionários, ao seguir as dicas listadas aqui neste artigo. Acompanhe a leitura na íntegra!


Perguntas frequentes


O que é a experiência do empregado e por que ela é importante?

A experiência do empregado é o conjunto de interações que o colaborador firma com a sua empresa ao longo da sua trajetória em tal organização. Uma experiência positiva do funcionário, também conhecida como Employee Experience, aumenta a satisfação dos colaboradores, o que leva a uma melhoria na retenção de talentos e contribui para alcançar melhores resultados.

Como criar uma cultura de diversidade, equidade e inclusão na empresa?

Para criar uma cultura de diversidade, equidade e inclusão na empresa:

  • Incentive bons comportamentos partindo de ações da alta liderança – e lidere pelo exemplo;
  • Garanta a igualdade e vá contra qualquer atitude de discriminação;
  • Promova a segurança e o bem-estar de todos, além de evitar a toxicidade no trabalho;
  • Treine os seus colaboradores e aborde o tema em conversas conjuntas na empresa.

Quais são as iniciativas mais eficazes para melhorar a experiência do empregado?

As iniciativas mais eficazes para melhorar a experiência do empregado incluem:

  • Dar oportunidades para que ele se desenvolva profissional e pessoalmente, investindo na capacitação frequente;
  • Adotar uma comunicação transparente e firmar relacionamentos baseados na confiança mútua;
  • Promover a flexibilidade no ambiente de trabalho, abandonando o temido microgerenciamento;
  • Gerar um ambiente de trabalho agradável para todos, no qual o colaborador se sinta incluído;
  • Oferecer benefícios e atuar com salários competitivos.

Como avaliar a eficácia das iniciativas de melhoria da experiência do empregado?

Para avaliar a eficácia das iniciativas de melhoria da experiência do empregado, faça o seguinte:

  • Colete feedback dos envolvidos com frequência, através de avaliações gerais e/ou pessoais;
  • Observe o comportamento geral do pessoal;
  • Converse individualmente com os indivíduos, se houver a necessidade;
  • Armazene todos os dados e detalhes em um software especializado;
  • Gere relatórios para acompanhar os resultados, comparando-os com períodos anteriores.

Por que é importante investir na experiência do empregado?

É importante investir na experiência do empregado porque isso contribui para o engajamento do colaborador, reduz os índices de turnover, contribui para a retenção de talentos, agrega competitividade, melhora a gestão de tempo, gera a economia de recursos e soma melhores resultados corporativos na totalidade.


Melhore a experiência dos funcionários e crie um ambiente mais respeitoso, agradável e inclusivo com estas incríveis dicas já!

Garantir uma experiência exímia para os funcionários não precisa ser algo complexo! Certifique-se de que todos se sintam bem-vindos e promova um ambiente aberto à equidade e diversidade.

1. Instigue comportamentos mais empáticos

Ao pensar sobre a experiência do colaborador, mostre mais empatia pelo próximo e instigue os colegas de trabalho a fazerem o mesmo. Inclusive, quando se aborda a experiência da perspectiva do indivíduo que se deseja atingir, torna-se ainda mais fácil impactá-los. Por isso, tente compreender como o outro se sente, se colocando no seu lugar sempre, e só depois tome atitudes que poderiam ser mais drásticas, se for o caso.

Liderar com empatia não significa que você precisa aceitar tudo, mas sim que há problemas que podem ser compreendidos e melhor trabalhados. Por exemplo: se um colaborador estiver passando por um momento ruim na sua vida pessoal, isso, certamente, irá impactar de alguma maneira no seu trabalho. Portanto, dê o suporte ideal. Um bom líder sabe como prosseguir respeitando o espaço do outro e buscando os melhores desfechos para ambas as partes.

2. Ofereça a estrutura física adequada e cuide do ambiente de trabalho, inclusive emocionalmente

Em equipes que trabalham presencialmente, o espaço físico coletivo tem muito impacto na experiência dos funcionários. Afinal, todos querem se sentir bem, atuando em um local aconchegante, não é mesmo?

Portanto, se o seu objetivo é melhorar a experiência dos funcionários, tente deixar o escritório o mais confortável possível para tal. Cuide da iluminação, da ergonomia nos itens de trabalho e promova o bem-estar. Além de pensar na mesa do trabalhador em si, volte o seu olhar para a estrutura fornecida nos locais de interação – como a cozinha ou o café – e em possíveis áreas de descanso, que farão toda a diferença para manter um maior nível de engajamento e motivação.

No caso do trabalho remoto ou híbrido, que vem sendo cada vez mais adotado pelas empresas brasileiras, lembre-se que é o seu dever garantir o mesmo apoio ao prover toda a estrutura e as ferramentas que o colaborador precisa para atuar e colaborar on-line. Trata-se, de fato, de uma necessidade.

Indo além da parte estrutural em si, deve-se evitar a toxicidade nas relações de trabalho. Até porque a produtividade da jornada laboral está totalmente relacionada com o emocional.

Pensando nisso, o líder de equipe deve estar sempre atento aos feedbacks dos colaboradores e quaisquer intrigas que possam estar assolando o ambiente, tentando gerar um espaço mais saudável para todos e minimizar ao máximo as problemáticas, incluindo as de discriminação.

3. Adote e promova uma comunicação clara, inclusiva e transparente entre todos

Uma boa comunicação é capaz de evitar conflitos e garantir uma melhor convivência em sociedade. Portanto, não há motivos para não aproveitar os seus maravilhosos benefícios ao considerar a experiência dos funcionários!

Pecar na comunicação interna pode custar muito para a sua empresa – indo desde ruídos capazes de transmitir mensagens equivocadas ou até mesmo falhas que podem comprometer todo o trabalho (ou mesmo o seu financeiro). Consequentemente, dedique-se a oficializar a troca de informações pelos canais da empresa e incentivar para que todos se comuniquem eficientemente e de forma transparente – com o respeito mútuo, é claro.

Quando isso é respeitado, a vivência do funcionário fica mais positiva e todos conseguem colaborar adequadamente, gerando melhores resultados. Inclusive, certifique-se de que o tom de voz adotado é convidativo e inclusivo para com todos!

4. Estimule a criação de vínculos entre os colegas de trabalho

Há muitas formas de garantir uma melhor experiência do colaborador. Mas, de fato, uma que vem sendo muito abordada por marcas de renome inclui a criação de uma verdadeira comunidade entre o seu pessoal. Quando os indivíduos se sentem parte de um todo, relacionando-se positivamente com os seus líderes e colegas de trabalho, eles tendem a se sentir muito mais envolvidos e entregar ainda mais satisfação e produtividade.

Desta maneira, instigue a colaboração do time no dia a dia, promova debates e abra espaço às opiniões conflitantes (com respeito, claro), envolva-os por meio de redes sociais corporativas, crie dinâmicas para se distraírem fora do escritório e deixe que eles trabalhem guiados por objetivos comuns.

Será muito mais fluido garantir que todos se sintam incluídos, promovendo a equidade e a inclusão, quando eles são, realmente, um grupo e agem como tal. Neste caso, pode-se contar com a ajuda de programas focados em incentivar a união do seu time, como a plataforma de colaboração do Bitrix24.

5. Esforce-se para integrar os novos profissionais adequadamente

Se o seu propósito é proporcionar uma experiência positiva ao empregado, você deve iniciar do princípio: caprichando no onboarding dos novos colaboradores. Isso porque, quando não realizam a integração eficientemente, as empresas correm o risco de perder aquele incrível talento no futuro.

Desde o início do relacionamento com a companhia, os funcionários recém-chegados precisam se sentir bem-recebidos, prontos para serem incluídos naquela realidade, e iniciarem com a motivação máxima a fim de darem o seu melhor. Aqui, a inspiração e o aconchego podem contar até mais do que um bom salário.

Para controlar todos esses processos do RH de forma exímia, é altamente recomendado, inclusive, contar com o apoio tecnológico para não deixar passar nenhum detalhe importante. Cuide do seu recurso mais valioso com o sistema de gestão do RH com toque humano do Bitrix24!

6. Foque sempre no desenvolvimento dos profissionais, capacitando-os

O ativo humano, hoje em dia, é muito mais exigente do que antigamente. Isso porque os profissionais já não se contentam mais com, somente, a sobrevivência. Eles querem se sentir valorizados no local em que trabalham e, acima de tudo, verem o quanto o seu potencial é bem aproveitado.

Por isso, a fim de ter uma melhor experiência do funcionário, invista em capacitações e treinamentos e mostre que realmente acredita no seu potencial e valoriza o seu crescimento. Além disso, promova oportunidades para que eles se desafiem e saiam da sua zona de conforto, prontos para se sobressaírem e gerarem melhores resultados.

7. Entenda como os seus funcionários se engajam com a empresa e quais são os seus reais objetivos

Observar, se aprofundar e entender mais sobre o envolvimento dos seus funcionários para com a empresa – e quais são os seus propósitos dentro e fora do escritório – também ajuda as organizações a pensarem em estratégias mais eficazes para agregar valor à experiência aos funcionários. Assim, mesmo que você tenha iniciativas em vigor, sempre considere adaptá-las ou abraçar novas ênfases a fim de otimizar o processo sempre.

Além de ficar a par do que está ocorrendo, ficando de olho no dia a dia corporativo, realize avaliações e conversas frequentes para saber o que pode ser trabalhado e esteja pronto para a reinvenção conforme houver a necessidade. Pensar especificamente na parte da equidade e da diversidade, fora a inclusão em si, também deve ser sempre almejado.


Aí surge a dúvida: como envolver os funcionários nas iniciativas de melhoria da experiência do empregado?

Depois de pensar em todas essas estratégias para melhorar a vivência do funcionário, qual é o próximo passo? Agora, chegou o momento de colocar tudo em prática e envolver os colaboradores em tais atividades.

Para fazê-lo, reúna-se com todos e apresente os reais motivos da implementação, através de um diálogo eficiente e produtivo para ambos os lados. Em seguida, siga para as mudanças diárias – de acordo com o que está planejado – a fim de ir atingindo, aos poucos, os seus propósitos.

Dependendo da quantidade de estratégias que precisem ser colocadas em vigor na sua companhia, sobretudo se você nunca se preocupou com a experiência do funcionário, isso não é algo que ocorrerá da noite para o dia. Mesmo assim, deixando os colaboradores saberem haver alguém pensando em formas de tratá-los melhor é uma ótima maneira de dar o pontapé inicial para a mudança de mindset e então atuar na prática, iniciando com a liderança pelo exemplo.

Qual é o papel da liderança na criação de uma cultura de diversidade, equidade e inclusão?

A liderança é a parte responsável por desenvolver os profissionais e guiá-los de modo que convivam entre si com respeito às diferenças e dotados de um senso de protagonismo e com pertencimento em meio àquele ambiente. E, neste caso, tal figura-chave é responsável por dirigir os indivíduos pelo exemplo, tratando todos empaticamente, sendo tolerante, provendo as mesmas oportunidades e incentivando tal comportamento junto ao coletivo.

Um líder inclusivo promove a criação de sinergias entre equipes diversas para aproveitar ao máximo o seu potencial. E quando tudo isso é colocado em vigor, a experiência dos funcionários – bem como a sua vivência conjunta – é enriquecida.

E se houver falta de interesse ou resistência dos empregados às iniciativas de melhoria da experiência dos funcionários?

Caso as suas ações para melhorar a experiência dos funcionários não estejam sendo levadas a sério, saiba que há maneiras de enfrentar a resistência – ou o desinteresse – dos empregados. Neste caso, a conscientização deve ser a chave! Será que eles compreenderam, realmente, o porquê iniciativas como tais estão sendo colocadas em vigor?

Geralmente, as pessoas agem com resistência quando sentem que alguma empreitada irá prejudicá-las. Portanto, elas talvez só precisem compreender como tais esforços podem beneficiá-las, enxergando algo positivo por trás de tudo. Se isso ocorrer com indivíduos específicos, vale a pena dedicar esforços extras para imergi-los na cultura organizacional e instigar ainda mais um real senso de pertencimento.

Até treinamentos individuais e conversas privadas podem ser válidas, cabe aos líderes encontrarem as melhores oportunidades de também garantirem uma melhor experiência deste empregado.

Mais populares
10 dicas profissionais sobre como lidar com os colegas de trabalho difíceis
10 melhores softwares de contabilidade para pequenas empresas
15 melhores formas honestas de trabalhar online que pagam bem em 2024
Os 13 melhores criadores de sites para pequenas empresas em 2023
Coordenador de Projeto x Gerente de Projeto: Principais Diferenças
Índice
Perguntas frequentes O que é a experiência do empregado e por que ela é importante? Como criar uma cultura de diversidade, equidade e inclusão na empresa? Quais são as iniciativas mais eficazes para melhorar a experiência do empregado? Como avaliar a eficácia das iniciativas de melhoria da experiência do empregado? Por que é importante investir na experiência do empregado? Melhore a experiência dos funcionários e crie um ambiente mais respeitoso, agradável e inclusivo com estas incríveis dicas já! 1. Instigue comportamentos mais empáticos 2. Ofereça a estrutura física adequada e cuide do ambiente de trabalho, inclusive emocionalmente 3. Adote e promova uma comunicação clara, inclusiva e transparente entre todos 4. Estimule a criação de vínculos entre os colegas de trabalho 5. Esforce-se para integrar os novos profissionais adequadamente 6. Foque sempre no desenvolvimento dos profissionais, capacitando-os 7. Entenda como os seus funcionários se engajam com a empresa e quais são os seus reais objetivos Aí surge a dúvida: como envolver os funcionários nas iniciativas de melhoria da experiência do empregado? Qual é o papel da liderança na criação de uma cultura de diversidade, equidade e inclusão? E se houver falta de interesse ou resistência dos empregados às iniciativas de melhoria da experiência dos funcionários?
Você também pode gostar
Blogs
Webinars
Glossário

Free. Unlimited. Online.

O Bitrix24 é um local onde todos podem se comunicar, colaborar em tarefas e projetos, gerenciar clientes e fazer muito mais.

Comece grátis
Você também pode gostar
10 truques para estar no topo do Google com SEO
10 truques para estar no topo do Google com SEO
9 min de leitura
O que é copywriting e como aplicar no seu negócio
O que é copywriting e como aplicar no seu negócio
10 min de leitura
10 Indicadores Cruciais: Quando e Como Encerrar o Relacionamento com um Cliente
10 Indicadores Cruciais: Quando e Como Encerrar o Relacionamento com um Cliente
10 min de leitura