Cadastrar

11 maneiras fáceis de evitar o esgotamento em equipes remotas

11 maneiras fáceis de evitar o esgotamento em equipes remotas
Equipe Bitrix24
11 de março de 2022
Última atualização: 11 de março de 2022

O esgotamento no ambiente de trabalho sempre esteve presente. Mas com o aumento da pressão e ansiedade relacionados com a intensificação do home office, os índices de Burnout podem aumentar.

Neste guia, você acompanhará algumas estratégias bem-vindas para prevenir o Burnout e minimizar os riscos envolvidos com esta doença perante os seus funcionários. Leia na íntegra!

Perguntas frequentes




O que é Burnout?

A síndrome de Burnout é uma condição gerada pelo estresse crônico e excesso de trabalho. Em português, este distúrbio psíquico pode ser nomeado como “síndrome de esgotamento profissional”. Ela é caracterizada a partir de um trio de elementos-chave, incluindo: · Sensação de esgotamento no ambiente laboral – seja ele físico ou remoto; · Sentimentos negativos com a sua atuação ou cinismo (descaso); · Perda de eficácia profissional e produtividade.

Por que é importante prevenir o Burnout?

O ato de prevenir o Burnout é tão relevante porque a condição pode interferir no dia a dia das pessoas e gerar consequências drásticas. A síndrome de Burnout pode levar a redução de qualidade de vida, desequilíbrio entre a vida profissional e pessoal, insatisfação geral, depressão, ansiedade e até tendências suicidas (em casos mais graves).

Como identificar sinais de esgotamento em funcionários remotos?

Existem alguns sinais que podem indicar o esgotamento de funcionários, mesmo em regime de trabalho remoto. São eles:
· Falta de entusiasmo para cumprir com as suas atividades;
· Perda da energia no trabalho;
· Redução dos índices de produtividade;
· Sensação negativa ou cinismo;
· Incapacidade de concentração;
· Irritabilidade;
· Cansaço perceptível e frequente;
· Falta de colaboração com os objetivos da equipe;
· Menores taxas de comunicação com o time.




Prevenir o Burnout em times remotos: conheça 11 estratégias eficientes e simples

Com o aumento alarmante dos níveis de Burnout nos últimos tempos, é importantíssimo que empresas de todos os tamanhos busquem alternativas para mitigar o seu risco. De preferência, antes mesmo de notar sinais de esgotamento em funcionários remotos.

Pensando nisso, trouxemos uma lista repleta de dicas para prevenir o Burnout, promover o bem-estar e saúde mental dos colaboradores e somar benefícios para toda a empresa. Pronto para conferir?


1. Entenda o seu time e identifique gatilhos

Todo bom líder e gestor precisa estar aberto a conhecer a sua equipe. Diante de algumas situações, você já notou que os colaboradores ficam mais irritados ou desanimados do que o normal?

Prazos apertados, cobranças excessivas, larga competição e falta de descanso podem ser condições que aumentam a tensão no ambiente de trabalho. E você precisa compreender o que irrita o seu time para minimizar tais atitudes sempre que possível.

Melhorar as relações da empresa com os colaboradores e buscar entendê-los é o primeiro passo para prevenir o esgotamento do profissional.


2. Conecte os seus funcionários

Uma dica para que se evite o esgotamento em equipes de trabalho remotas é promover conexões e sintonia no trabalho. Afinal, quando cada um trabalha em sua casa, a partir do seu computador, é muito mais complexo desenvolver um senso de equipe – e se sentir isolado e desconectado é algo constante.

Por sorte, uma boa plataforma de colaboração pode ajudar (imensamente) com este problema. Quando bem implementado, tal sistema estimula comunicações claras, rápidas e mais humanas. Os colaboradores tendem a se ajudar para cumprir com as metas do time e isso faz com que não se sintam mais tão sozinhos. 

No Bitrix24, por exemplo, equipes conversam por vídeo, mensagens de voz, texto ou até chats em grupo. Assim, torna-se muito mais simples firmar vínculos em questão de instantes.

Outro ponto capaz de estreitar conexões está na adoção de uma rede social corporativa. O objetivo é que, através da tendência das mídias sociais, os empregados daquela companhia interajam por meio de posts, discussões, reações e avisos – sentindo-se como parte de algo maior. Para quem está preocupado em prevenir o Burnout, é uma estratégia de ouro a considerar!


3. Instigue a definição de limites

Um dos principais problemas de quem vem trabalhando em casa, remotamente, está na dificuldade em estipular limites. Isso porque quando tudo é realizado a partir do mesmo lugar, é muito mais complexo se desconectar ao fim do dia. Ainda mais se cada um trabalha em um horário e não há limites ou condutas sobre o envio de mensagens.

Por isso, uma forma para que se evite o esgotamento com equipes remotas está em definir períodos claros para o início e término do trabalho. Ou, melhor ainda: emitir um comunicado para que ninguém envie mensagens após o fim do expediente.

Logicamente, isso pode ser um pouco complexo (ou um tanto quanto impossível) quando se lida com equipes remotas geograficamente distribuídas. Mas, se este for o caso, trabalhe com um sistema de comunicação assíncrono, ao invés de ativar notificações em tempo real.

De modo a reduzir o estresse, estimule para que os colaboradores possam desligar as suas mentes e relaxarem assim que fecharem os computadores. Aconselhe-os a encerrar o login no PC e só voltar a pensar nos problemas e afazeres no dia seguinte. Afinal de contas, é extremamente complexo prevenir o Burnout quando os limites não são estabelecidos.


4. Trabalhe com objetivos de curto prazo

Embora seja importante ter uma visão a longo prazo, focar demais no futuro pode levar a perda de foco e aumento da ansiedade. Portanto, para que você evite o esgotamento do funcionário, é altamente indicado atuar com a definição de metas e objetivos a curto prazo.

O hábito de planejar diariamente e ver as atividades serem cumpridas semana a semana tende a reduzir o estresse gerado pelo trabalho. Portanto, acompanhem o sucesso a cada etapa – em vez de só reclamar que o trabalho gigante ainda não foi finalizado. A comemoração de pequenas conquistas, dando “um passo de cada vez”, fará toda a diferença para não trabalhar constantemente sob pressão e prevenir o Burnout.



Mais do que um sistema para equipes remotas, um pacote de trabalho on-line completo

Uma única plataforma para administrar seus negócios

Experimente agora!



5. Pare de microgerenciar e flexibilize

Ter o controle sempre é importante – mas nada em excesso faz bem. Não é à toa que o ato de microgerenciar é capaz de levar a irritabilidade e acabar com a produtividade dos seus funcionários.

Para companhias que desejam prevenir o Burnout, abandonar o gerenciamento constante deve ser uma realidade. Abra espaço para a flexibilização e deixe que eles atuem da forma que preferirem (em termos de horários), desde que estejam satisfeitos, plenos em bem-estar e entreguem os seus devidos resultados.

Em paralelo, estimulem a transparência para que esteja claro que preferem, por exemplo, começar a trabalhar um pouco mais cedo para folgar antes do fim do dia. Ao fim de cada semana ou mês (ou qualquer intervalo que preferir), mantenha o gerenciamento para ver se as metas foram alcançadas. Mas faça da flexibilidade a sua aliada – deixando de lado as importunações do temido microgerenciamento.  


6. Crie laços com atividades de formação de equipe remota

Quer uma dica e tanto para que se evite o esgotamento em equipes de trabalho remotas? Comece a pensar e aplicar ideias de formação de equipe remota. Também conhecidas como team building, tais atividades estimulam a construção de laços (mesmo a distância) e facilitam a interação e o trabalho em conjunto. O que reduz, mesmo que indiretamente, o estresse e a sensação de insatisfação para com o trabalho.

Dependendo da forma com que são aplicados, os jogos e interações de team building também podem aguçar condutas e habilidades importantes para quem trabalha em grupos.

Além dos benefícios incríveis, outra boa notícia é que não é preciso ter muitos recursos para que líderes conduzam atividades de formação de equipe remotamente. Basta criatividade, força de vontade e um bom sistema de comunicação por vídeo – de preferência em sua própria plataforma colaborativa. 

Alguns exemplos podem incluir uma caça ao tesouro em grupo, um café virtual, jogos de perguntas e respostas e o famoso “duas verdades e uma mentira”.


7. Estruture a rotina laboral

Quando os colaboradores não têm um dia a dia de trabalho estruturado e organizado, as tarefas a serem concretizadas podem parecer muito maiores e preocupantes do que elas realmente são.

A falta de controle acaba os deixando estressados e ansiosos por não vencerem a carga horária de trabalho. Assim, permitir que a semana seja mais estruturada, é um elemento-chave para deixar as tarefas mais gerenciáveis, fluidas e alcançáveis.

Por sorte, existem diversas maneiras para que se reduza o esgotamento do trabalho remoto a partir da gestão. No entanto, é crucial ter em mente que algo que funciona bem para uma equipe pode sequer fazer diferença para outra. Portanto, é interessante contar com uma plataforma para a estruturação do trabalho que seja personalizável – como é o caso do Bitrix24.

Nesta interface, por exemplo, os times têm flexibilidade para utilizar templates e personalizar os campos conforme a necessidade. Para organizar a semana, aumentar o foco e reduzir o estresse, pode-se gerar quadros Kanban (extremamente visuais), acompanhar o progresso a partir de gráficos, criar checklists de tarefas simples e calendários com os objetivos da equipe. Como uma forma de prevenir o Burnout através da estruturação, vale a pena explorar!


8. Adote um sistema de informações para sanar dúvidas comuns

Para que se reduza o esgotamento do trabalho remoto, é interessante promover um ambiente de trabalho que auxilie o colaborador – e não encha a sua cabeça de problemas.

Muitos funcionários relutam em pedir ajuda quando se depararam com um questionamento ou não encontram o que precisavam. E, dependendo do turbilhão de emoções, isso pode atingir o efeito dominó de falta de foco, produtividade e incapacidade de cumprir com as suas tarefas – gerando estresse e insatisfação no ambiente laboral.

Portanto, como uma forma de prevenir o Burnout, forneça recursos on-line para que a equipe tenha orientação sempre que precisar. Criar um arquivo ou uma série de quadros com informações e conselhos gerais, servindo como guias, é uma dica e tanto para oferecer suporte.

Além de se sentirem orientados, certamente, eles saberão que não estão sozinhos e que podem contar com ajuda em seu local de trabalho. Na interface que citamos anteriormente, o Bitrix24, há um recurso que permite fazer exatamente isso: criar uma base de conhecimento que guie toda a equipe de trabalho.


9. Previna a sobrecarga ao delegar tarefas

Evite o esgotamento reduzindo a sua sobrecarga de trabalho. No momento de atribuir tarefas, tente distribuir as atividades da forma mais saudável e equilibrada possível. Em vez de mandar tudo para aquele colaborador em particular, por que não dividir com outros membros que têm as mesmas funções e habilidades que ele?

Sobrecarregar, semana a semana, leva à exaustão e redução da motivação. Reduzir a carga horária de trabalho não só contribui para a saúde mental e estresse, como também estimula a criatividade e agregação de melhores resultados. Portanto, é um fator que deve estar claro (e ser aplicado) por todos os gerentes.

  

10. Agende conversas individuais

Em vez de ficar gerenciando excessivamente e importunando o funcionário, você, como líder, pode promover encontros regulares e individuais com ele ao menos uma vez no mês (ou a cada quinzena).

Reservem um tempo para ter uma conversa franca e fluida, seja por bate-papo ou uma ligação de voz. Pergunte se ele está bem, como está lidando com a carga horária e identifique quaisquer sinais para que se evite o esgotamento do funcionário o quanto antes.

Abra espaço para que ele compartilhe qualquer problema ou situação que o esteja sufocando e tenha empatia e escuta ativa no momento de ouvi-lo. Quanto mais as empresas se dedicarem a isso, mais intuitivo será prevenir o Burnout e mitigar os riscos associados com a síndrome. 


11. Meça o nível de estresse

Não há dúvidas de que a carga de trabalho pesada altera o humor, a produtividade, os resultados e afeta a saúde mental. Então, para que se evite o esgotamento com equipes remotas, é crucial acompanhar como andam os índices de estresse dos seus colaboradores.

Através de tecnologia de ponta, já é totalmente viável e possível mensurar o nível de estresse com o Bitrix24. De maneira inteligente (porém prática), as medidas são feitas através da própria câmera do smartphone, envolvendo análises de variação da frequência cardíaca.

Assim, os próprios indivíduos estão aptos para ver o seu nível de estresse, compartilhar dados com os colegas e pensar em formas de minimizá-lo. 


Evite o esgotamento e compartilhe vantagens

Quando as equipes de gestão unem esforços para reduzir os riscos de esgotamento, os resultados são incríveis. O funcionário em si vive com maior saúde mental e motivação, dando o seu melhor na função. Igualmente, os colegas se sentem bem e o workflow transcorre da maneira desejada. 

E a sua empresa? Ah, sem dúvidas, ela vislumbrará maior produtividade e alcance dos objetivos traçados. Por isso, aproveite as dicas que trouxemos e coloque-as em prática. O time todo só tem a ganhar!


Mais do que um sistema para equipes remotas, um pacote de trabalho on-line completo

Uma única plataforma para administrar seus negócios

Experimente agora!



Free. Unlimited. Online.
O Bitrix24 é um local onde todos podem se comunicar, colaborar em tarefas e projetos, gerenciar clientes e fazer muito mais.
Cadastrar
Você pode gostar também
8 dicas para otimizar processos em sua empresa
O que é uma cotação de venda e como usá-la?
10 erros mortais do empreendedorismo e como evitá-los
Os 10 melhores CRMs móveis