7 dicas para gerenciar e minimizar o absenteísmo dos funcionários

11 min de leitura
Ariane Jaeger
8 de novembro de 2022
Última atualização: 11 de novembro de 2022
7 dicas para gerenciar e minimizar o absenteísmo dos funcionários

O absenteísmo de funcionários significa mais do que o comportamento faltoso em si. Afinal, ele prejudica a empresa como um todo, levando à queda de produtividade, problemas em equipe e perda de recursos importantes. Por sorte, existem maneiras de controlá-lo e minimizá-lo o máximo possível. Neste artigo, confira as melhores dicas para evitar o absenteísmo excessivo dos funcionários e livrar o seu negócio deste mal recorrente em organizações de diversos nichos.


Perguntas frequentes

O que é o absenteísmo de funcionários?

O absenteísmo de funcionários é a falta frequente no trabalho. Ele pode ser causado por motivos diversos, que incluem a sobrecarga laboral, a desmotivação ou a falta de comunicação entre o pessoal – trazendo sérios malefícios para o colaborador e o seu empregador.

Quais são os tipos de absenteísmo?

Os tipos de absenteísmo são divididos conforme a natureza ou fonte da ausência, incluindo:

  • Doenças ou problemas de saúde (abrangendo aspectos mentais, como depressão e ansiedade);
  • Baixa expectativa de desenvolvimento – pessoal ou corporativo;
  • Clima organizacional ruim – ou relacionamentos tóxicos e bullying na equipe de trabalho;
  • Desmotivação ou falta de engajamento;
  • Estresse;
  • Apoio ou estrutura ineficiente;
  • Imprevistos ou problemas pessoais.

Por que o absenteísmo é um problema para os empregadores?

O absenteísmo é um problema para os empregadores porque as ausências acarretam em:

  • Menor produtividade;
  • Problemas no workflow;
  • Sobrecarga para os colegas de trabalho com funções similares;
  • Dificuldade em manter a equipe unida;
  • Insatisfação por parte dos clientes;
  • Perda de prazos;
  • Gastos extras com horas extras ou contratações temporárias.

Como os empregadores lidam com o absenteísmo?

Os empregadores lidam com o absenteísmo ao:

  • Identificarem o problema ou os riscos dentro da sua empresa;
  • Criarem uma política interna para o combate ao absenteísmo;
  • Conversarem com os colaboradores a respeito;
  • Flexibilizarem a jornada, levando em conta as necessidades dos empregados;
  • Manterem o time constantemente motivado e repleto de bem-estar;
  • Reduzirem os conflitos no ambiente de trabalho.

Como controlar o absenteísmo dos funcionários no local de trabalho?

Para controlar o absenteísmo dos funcionários no local de trabalho:

  • Estimule um bom clima corporativo;
  • Tenha uma comunicação clara;
  • Ofereça um plano de carreira;
  • Apoie o desenvolvimento pessoal e profissional do colaborador;
  • Motive os seus funcionários constantemente;
  • Troque feedbacks para melhorias frequentes;
  • Lidere pelo exemplo e não microgerencie.

Melhores práticas para resolver o absenteísmo de funcionários

Seja por problemas pessoais, falta de incentivos ou dificuldade em cumprir a jornada de trabalho estipulada, o absenteísmo de funcionários soma consequências desastrosas ao empregador.

Indo muito além do aumento de custos com horas extras ou contratações temporárias, o comportamento faltoso prejudica os colegas, os entregáveis do time e cria um ciclo vicioso de situações desagradáveis. Ainda assim, com o conjunto de estratégias certas, é possível gerenciá-lo e evitá-lo, como visto logo a seguir:

1. Monitore a carga horária e a produtividade do time de trabalho para gerenciar o absenteísmo

Como saber se a sua empresa está enfrentando problemas com o absenteísmo de funcionários se você não tem um controle exímio? Para gerenciar o absenteísmo e pensar em táticas para superar tal desafio, você deve ter um panorama claro do que está acontecendo no seu ambiente de trabalho.

Controle não apenas a carga horária e o ponto on-line dos seus colaboradores, mas também fique de olho na sua performance individual e produtividade coletiva para ter fiéis índices e resultados.

Logicamente, rastrear as ausências, conferir a assiduidade e checar se as metas produtivas estão sendo cumpridas manualmente pode prejudicar o seu fluxo laboral. Portanto, conte com a ajuda de um software inteligente, mas fácil de usar, totalmente pensado para o gerenciamento de recursos humanos: o Bitrix24.

Depois você pode se preocupar em como falar com um funcionário sobre o absenteísmo excessivo – a etapa primordial, de fato, é ser capaz de identificá-lo e ver como ele está em vigor na sua empresa. Por sorte, no programa Bitrix24, você poderá gerenciar ausências, licenças, bancos de horas e produtividade – tudo em apenas um lugar. Cabe a você, gestor ou empreendedor, aproveitar!

2. Agende uma reunião para entender melhor sobre o absenteísmo do funcionário

Caso o problema já esteja em vigor e você esteja notando o absenteísmo do funcionário, saiba que nem tudo está perdido! Um dos primeiros passos para resolver a problemática é chamar o funcionário para uma conversa não repreensiva – mas de compreensão da fonte do problema.

Neste caso, saber qual é a causa será muito mais efetivo para tratar a situação. Em seus questionamentos, busque saber se:

  • Ele está sobrecarregado no trabalho?
  • Algum membro da equipe está o intimidando?
  • Talvez tenha ocorrido algum tipo de assédio?
  • A desmotivação laboral é constante? Tem alguma razão para isso?
  • Ou, então, ele está enfrentando dificuldades em casa?

Mais do que compreender a origem do absenteísmo, o líder deve se prontificar a apoiar o colaborador, ajudando-o a enfrentar essa fase. Ainda que você não saiba como falar com um funcionário sobre o absenteísmo excessivo, ouça com empatia, fale sobre a política de absenteísmo praticada na empresa (sobre o que será exposto a seguir) e, juntos, tentem encontrar uma solução para ultrapassar tais percalços.

Muitas vezes, tudo o que o indivíduo precisa é desabafar e sentir que tem alguém com quem contar – e a situação já começa a ser resolvida bem ali. Pense sempre sobre isso e jamais chegue com advertências, estando apto a ouvir e servir.

3. Crie uma política oficial de assiduidade e presenças para guiar o pessoal

Em pequenas e médias empresas (PMEs), nem sempre há um departamento de RH ou políticas internas definidas para gerenciar os funcionários. Mas, ainda que este seja o seu caso, é importantíssimo estabelecer uma política oficial de presença para poder guiar os seus empregados.

As ausências repetidas são um dos maiores pesadelos dos empregadores e você pode reduzir drasticamente o absenteísmo de funcionários mostrando o que é indicado fazer em cada situação.

Os pensamentos e exemplos mais comuns costumam ser os seguintes:

  • "Se eu me atrasar uma hora, devo ir mesmo assim?";
  • "O que faço se minha criança ficar doente e eu não tiver com quem deixá-la?";
  • "E se surgir um imprevisto: a quem devo me reportar?".

Uma política de assiduidade adiciona mais clareza e profissionalismo, mostra expectativas de comportamento claras e expõe ações que tendem, ainda que indiretamente, a reduzir o absenteísmo de funcionários. Fale sobre os atrasos, as licenças, as ausências programadas e o passo a passo para cada caso. Inclua todo detalhe que achar relevante para o cenário da sua empresa, não deixando passar nada!

Depois da criação de tal documento, certifique-se de que todos os funcionários tenham o pleno conhecimento sobre ele, sabendo quais são os seus direitos e deveres e como se portarem ao passar por tais cenários. Sem sombra de dúvidas, o workflow se tornará muito mais fluido em um amplo sentido, poupando estresse, conflitos e perdas organizacionais.


Mais do que Colaboração, uma experiência para toda a sua empresa

Uma única plataforma para administrar seus negócios

EXPERIMENTE AGORA!


4. Estimule o desenvolvimento profissional do colaborador sempre

Na era atual, as novas gerações não estão interessadas apenas no salário. Ainda que o financeiro tenha o seu peso indiscutível, é muito difícil que os grandes talentos estejam dispostos a passar anos e anos em uma empresa que não soma para a sua habilidade ou intelectual. Em resumo, na qual eles não veem um futuro.

Quando sentem que já desenvolveram tudo o que podiam, os indivíduos que compõem tal capital humano, agora extremamente exigentes, costumam sair em busca de novas oportunidades. Portanto, se você quer reter os seus talentos e evitar o absenteísmo – seja por falta de motivação para continuar atuando ou mesmo por estar faltando para ir em uma nova entrevista de emprego, foque no desenvolvimento do seu corpo de trabalho!

Desenvolva um plano de carreira interno para que aquele talento tenha anseios e inspirações. Sente para conversar sobre as suas expectativas profissionais e pessoais – tanto dentro quanto fora da empresa. Busque saber sobre os seus objetivos e o que o desafia a continuar no trabalho. E, assim, aja tornando a sua rotina mais atrativa e produtiva para ambos os lados.

Adotar a mesmice e permanecer parado, sem desenvolver os seus talentos ao longo do tempo, não só levará ao absenteísmo de funcionários – como a prejudiciais índices de turnover e a perda de incríveis talentos para a concorrência. É algo no qual os gerentes, líderes e donos de empresas sempre devem pensar!

5. Tenha um programa ativo de reconhecimento

Reconhecer os colaboradores é uma das condutas que levam a um menor absenteísmo de funcionários. Pois, muitas vezes, as ausências estão relacionadas com a falta de motivação, incentivo e senso de pertencimento.

Quando você mostra aos colaboradores o seu devido valor na empresa e como o seu trabalho impacta o todo positivamente, a tendência é que ele se dedique cada vez mais – e não tenha problemas em ir ao trabalho – para agregar o seu melhor potencial.

Mensalmente (ou na frequência estabelecida por si), recompense os empregados que se destacaram não apenas por cumprirem as metas, mas também pelos esforços, assiduidade e bom comportamento em equipe. Valorize cada membro do time, estreite as conexões e o cumprimento de objetivos em comum e siga firme ao evitar o absenteísmo excessivo dos funcionários.

Fora isso, por que não exaltar os empregados que nunca faltam sem justificativa e seguem com resiliência e muita dedicação em seus afazeres – respeitando a política da empresa? Instigar boas condutas e bom comportamento nunca é demais – ainda mais quando você estimula mais e mais funcionários a fazerem o mesmo, sem condutas discriminatórias. Experimente!

6. Cuide da saúde mental e física dos colaboradores e coloque-os em primeiro lugar

Seguindo a mesma linha de raciocínio anterior, quanto mais os seus colaboradores se sentirem cuidados e valorizados – sabendo que a empresa se preocupa com a sua saúde – mais estimulados eles estarão em permanecerem por lá.

Como consequência, grandes empresas já estão minimizando o absenteísmo de funcionários através de uma gama de iniciativas que levam em conta a elevação do bem-estar e da saúde do colaborador – tanto mental quanto fisicamente.

Oferecer programas como assistência psicológica, dentária e plano de saúde são apenas algumas das estratégias. Em conjunto, muitas incentivam que, ao invés de faltarem constantemente, os colaboradores comuniquem problemas ao seus gerentes e encontrem alternativas momentâneas para evitar o absenteísmo – como a adoção do regime remoto por um período pré-estabelecido quando o funcionário está com crianças doentes e precisa passar mais tempo em casa, por exemplo.

Sempre há formas de mitigar os riscos e superar os desafios relacionados ao absenteísmo – e você e o seu time podem abusar da criatividade e da inovação para colocá-las em prática conforme as expectativas da sua própria equipe. Neste nicho, diante das oportunidades da era tecnológica atual, é muito raro se deparar com algo que não possa ser reparado!

7. Adote horários de trabalho mais flexíveis para a equipe

Se você enfrenta problemas frequentes com assiduidade, pode ser interessante driblar o absenteísmo de funcionários ao adotar um regime de trabalho mais flexível.  Isso é cada vez mais comum no Brasil e no mundo!

Caso não seja do seu desejo pessoal mudar tudo repentinamente, saiba que você nem precisa abordar dinâmicas remotas ou híbridas para tal. Mas vale a pena considerar trabalhar, ao menos, com horários mais ajustáveis à rotina pessoal do funcionário.

  • Por que não deixar que eles mesmos escolham o horário para iniciar o expediente – dentro de um rol de possibilidades estabelecido pela empresa? 
  • Ou, ainda, seguirem a jornada flexível – onde o funcionário estabelece o seu cronograma e apenas se certifica de cumprir com a sua meta de horas semanais?

Oferecer alternativas é excelente ao considerar que muitos colaboradores enfrentam picos de trânsito para chegar ao trabalho e também coordenam outras rotinas junto às suas (como a ida de suas crianças para a escola e mais).

Além de melhorar a relação entre empregado-empregador, pesquisas recentes vêm mostrando que a flexibilidade de horários é capaz de aumentar em até 15% a produtividade laboral. Contribuindo, de forma direta, para menores índices de absenteísmo de funcionários.

Obviamente, nem todos os negócios podem se beneficiar de uma flexibilidade tão ampla – sobretudo os que lidam com o atendimento presencial ao cliente ou jornadas fixas. Ainda assim, é possível ajustar o cronograma internamente, somando pontos para a sua equipe!

Sem dúvidas, seguindo tais dicas, você terá um menor absenteísmo de funcionários, tendo ainda mais sucesso para elevar a sua organização a outro patamar – já que o capital humano é fundamental para chegar lá!


Mais do que Colaboração, uma experiência para toda a sua empresa

Uma única plataforma para administrar seus negócios

EXPERIMENTE AGORA!


Mais populares
10 dicas profissionais sobre como lidar com os colegas de trabalho difíceis
10 melhores softwares de contabilidade para pequenas empresas
15 melhores formas honestas de trabalhar online que pagam bem em 2024
Os 13 melhores criadores de sites para pequenas empresas em 2023
Coordenador de Projeto x Gerente de Projeto: Principais Diferenças
Índice
Perguntas frequentes O que é o absenteísmo de funcionários? Quais são os tipos de absenteísmo? Por que o absenteísmo é um problema para os empregadores? Como os empregadores lidam com o absenteísmo? Como controlar o absenteísmo dos funcionários no local de trabalho? Melhores práticas para resolver o absenteísmo de funcionários 1. Monitore a carga horária e a produtividade do time de trabalho para gerenciar o absenteísmo 2. Agende uma reunião para entender melhor sobre o absenteísmo do funcionário 3. Crie uma política oficial de assiduidade e presenças para guiar o pessoal Mais do que Colaboração, uma experiência para toda a sua empresa 4. Estimule o desenvolvimento profissional do colaborador sempre 5. Tenha um programa ativo de reconhecimento 6. Cuide da saúde mental e física dos colaboradores e coloque-os em primeiro lugar 7. Adote horários de trabalho mais flexíveis para a equipe Mais do que Colaboração, uma experiência para toda a sua empresa
Você também pode gostar
Blogs
Webinars
Glossário

Free. Unlimited. Online.

O Bitrix24 é um local onde todos podem se comunicar, colaborar em tarefas e projetos, gerenciar clientes e fazer muito mais.

Comece grátis
Você também pode gostar
10 truques para estar no topo do Google com SEO
10 truques para estar no topo do Google com SEO
9 min de leitura
O que é copywriting e como aplicar no seu negócio
O que é copywriting e como aplicar no seu negócio
10 min de leitura
10 Indicadores Cruciais: Quando e Como Encerrar o Relacionamento com um Cliente
10 Indicadores Cruciais: Quando e Como Encerrar o Relacionamento com um Cliente
10 min de leitura