Articles 10 passos para criar um plano de negócios de vendas on-line

10 passos para criar um plano de negócios de vendas on-line

Vendas
Ariane Jaeger
10 min
1036
Atualizado: 20 de junho de 2024
Ariane Jaeger
Atualizado: 20 de junho de 2024
10 passos para criar um plano de negócios de vendas on-line
O seu novo objetivo é criar uma loja virtual? Então você precisa elaborar um plano de negócios de vendas on-line – um documento que irá te guiar por este novo universo e te deixar mais perto do sucesso. Mas como criá-lo do zero? O que ponderar? Neste artigo, confira as 10 etapas para gerar o plano perfeito para o seu e-commerce!


Perguntas frequentes

O que é um plano de negócios para lojas on-line?

Um plano de negócio para lojas on-line é um documento que relata todo o planejamento por trás de um e-commerce, incluindo os seus propósitos e os estágios requeridos para que as metas desejadas sejam alcançadas. A partir disso, pode-se estabelecer a viabilidade do empreendimento, seja ela logística, mercadológica, operacional, financeira, entre outros exemplos.

Quem precisa de um plano de negócios de vendas on-line?

Quem precisa de um plano de negócios de vendas on-line é todo e qualquer negócio que deseje atuar com vendas digitais, no formato e-commerce, ou que já o faça. Um plano de negócio é viável para quem está começando do zero ou deseja ampliar o atual empreendimento.

Como fazer um plano de negócios para uma loja on-line?

Para fazer um plano de negócios para uma loja on-line, você deve avaliar a viabilidade do negócio compondo um documento baseado em dados, pesquisas e fatos. Devem ser expostos pontos tais quais: descrições gerais da empresa, produtos e serviços, análise do macroambiente, projeções operacionais e financeiras, planejamentos logísticos e mais.

Qual é a importância de um plano de negócios de vendas on-line?

Um plano de negócios de vendas on-line é importante para que o empreendedor defina se aquela ideia de negócio é realmente viável. A partir de um plano, ele se questiona mais sobre os possíveis clientes, os produtos e serviços a serem oferecidos, os concorrentes e o funcionamento do setor – e assim entendendo os pontos fortes e fracos da sua própria empresa. O documento também pode ser usado para solicitar financiamento.


Saiba como criar o seu plano de negócios de vendas on-line com facilidade

Acompanhe os passos seguintes para criar o seu plano de negócios para um site de compras on-line e definir se vale a pena o investimento inicial – ou se a expansão pretendida, em caso de negócios já existentes, é mesmo bem-vinda. Você também pode usá-lo para convencer investidores e outros criadores, então elabore com cuidado!

1. Crie o sumário executivo do seu plano de negócios

O primeiro passo ao elaborar um plano de negócios de vendas on-line é iniciar escrevendo o sumário executivo de tal documento. Ele nada mais é do que a sinopse que reflete o que é mais importante para o seu planejamento – e jamais deve ser ignorado.

Recomenda-se criar tal resumo com objetividade e transparência, evitando deixá-lo muito longo, mas garantindo que tudo o que é crucial esteja presente ali. Normalmente, uma folha para cada seção do plano já é o suficiente – e tende a agradar à maioria dos investidores, por exemplo. Inclusive, se este for o caso, não esqueça de mencionar aspectos legais envolvidos com o seu projeto, sobretudo em atividades polêmicas e/ou altamente regulamentadas.

No sumário executivo do seu plano de negócios para um site de compras on-line, coloque:

  • Uma apresentação global da ideia: definindo o negócio, a principal vantagem competitiva e a sua proposta de valor;
  • A equipe envolvida: mostrando quem está por trás de tal ideia;
  • E as informações gerais: como status legais, alvo de mercado, estrutura da loja-online, a parte logística e mais.

Ainda que esta seja a parte mais relevante e a porta de entrada do seu plano de negócios para uma loja on-line, jamais a escreva de imediato. Considerando que você ainda precisará desenvolver o documento inteiro, deixe a conclusão por último e garanta o máximo de clareza e qualidade!

2. Descreva a sua empresa e o problema que a loja pretende resolver

Uma vez posta a sinopse através do sumário executivo – ainda que ela tenha sido escrita por último, conforme recomendado – é a hora de expor os detalhes relacionados com a sua empresa e o propósito da sua loja virtual. Pensando a respeito da identidade, fale sobre qual é a missão, a visão e os valores da sua companhia – com originalidade, honestidade e criatividade.

Em seguida, aborde especificamente o plano de negócio de vendas on-line, focando nas ameaças, nas oportunidades, nas fraquezas e no ponto forte daquela abordagem via e-commerce.

Quais são os maiores desafios e como você conseguirá transpô-los com o seu comércio virtual? É altamente válido recorrer à análise SWOT ou FOFA durante tal abordagem, avaliando exatamente os quatro aspectos que acabaram de ser mencionados.

O mais importante de tudo é que o seu plano de negócios para a loja on-line mostre que os prós superam os contras e que ainda é possível chegar a incríveis oportunidades – vencendo as ameaças.

3. Exponha uma análise ampla acerca do mercado que te rodeia

Tudo pronto para o próximo passo do plano de negócios para lojas on-line? É hora de seguir documentando toda a análise do seu macroambiente (que já deve ter sido previamente realizada). Isso só reforça o compromisso de que você, como empreendedor, entende onde é que está se metendo.

Neste momento, é interessante dividir a sua avaliação em cinco etapas, questionando-se sobre:

  1. O público-alvo: ao expor os dados demográficos e outros fatores de identificação, como localização e estimativa salarial;
  2. A indústria: avaliando as tendências do seu nicho e de e-commerces similares e o estado atual da indústria, apoiando-se em dados;
  3. A concorrência: compreendendo a oferta proposta por ela, os seus diferenciais e pontos fortes e fracos;
  4. A legislação: pensando se alguma modificação legal pode afetar o seu negócio – tanto de forma positiva, quanto negativamente;
  5. A tecnologia: resumindo as ferramentas necessárias para que a sua loja on-line saia do papel e vá ao ar.

Assim, será mais fácil se preparar para o sucesso e já ir pensando sobre pontos que irão requerer um trabalho extra – dada a abordagem e as suas fraquezas.

4. Detalhe o que será oferecido na sua loja virtual

Quais produtos ou serviços estarão disponíveis no seu e-commerce? Sobre o que as suas vendas estarão embasadas? Dê andamento ao seu plano de negócios de vendas on-line expondo cada um dos detalhes relacionados.

E, lógico, além de simplesmente listar os itens, você deve pensar a respeito do seu valor agregado ao cliente – sobretudo ao longo do tempo. Lembre-se de expor os produtos/serviços, os preços a serem praticados e os lucros estimados.

Caso esteja pensando em apresentar o seu plano para algum investidor, atente-se para falar sobre a relação entre os seus preços e as suas despesas, tratando de possíveis estratégias para atrelá-los. Como os e-commerces costumam abranger bastante a parte tecnológica e logística, é crucial considerar tais detalhes – já que os custos de tais processos podem elevar o preço de certos produtos e levar etapas do seu plano ao fracasso.


Mais do que Gestão de Vendas, uma experiência para toda a sua empresa

Uma única plataforma para administrar seus negócios

EXPERIMENTE AGORA!


5. Parta para o planejamento operacional

Como o fluxo de tarefas que envolve a sua loja virtual será dividido? De fato, como ocorrerão as operações diárias? Se você for o único envolvido, por enquanto, como será a sua rotina? A parte operacional deve entrar para o seu planejamento – ainda que de forma breve e você não compreenda como isso funcionará na prática.

No início, muito provavelmente, você e a sua equipe (se houver) estarão mais direcionados a estratégias de lançamento e divulgação. Depois, os cuidados serão com o envio e a venda. E, logo em seguida, a preocupação se volta para o pós-venda e qualidade do atendimento.

Mas, ainda que as coisas se transformem ao longo do tempo, é preciso ter um guia inicial para seguir. Liste todas as atividades básicas que lembrar e depois vá adaptando o seu plano à medida que a rotina vai sendo transformada.

Não se esqueça de incluir pontos como:

  • Marketing e divulgação;
  • Suporte ao cliente;
  • Contato e negociação com os fornecedores;
  • Logística de envios;
  • Processamento de trocas e devoluções;
  • Gerenciamento de plataforma on-line, estoque e muito mais – fora os imprevistos.

6. Fale com precisão sobre o plano de marketing

A partir daqui, você já sabe quais são os maiores desafios, quem é o seu público e o que você oferta a ele. Agora, chegou a hora de definir, ao menos previamente, como você conseguirá atingir o grande alvo: que é realizar as vendas.

Pode ser fácil pedir para os seus parentes realizarem uma compra, mas como incentivar que estranhos façam o mesmo? E como atrair tráfego do zero, mesmo sem recomendações?
Elabore o plano de marketing pensando em táticas para atrair visitantes para a sua loja – cativando-os de modo que eles se transformem em compradores. Busque por inspirações na própria concorrência, vendo, entre o que eles estão fazendo, o que está dando certo ou não.

Então defina quais serão os canais da sua abordagem e onde você estará presente para cativar o alvo. Seja via tráfego pago, campanhas nas redes sociais, marketing via e-mail ou conteúdo otimizado para SEO, indique claramente como cada processo será feito. Requer trabalho, mas é elementar!

7. Detalhe a parte logística do negócio

O seu plano de negócios de vendas on-line jamais deve ignorar o aspecto logístico da operação. Afinal, as lojas que acabaram de iniciar – sobretudo de pequenas e médias empresas (PMEs) – ainda dependem muito de terceiros no momento de lidar com a sua parte logística.

Em caso de produtos físicos, pense não apenas em como será feita a entrega – como também no processamento de trocas e devoluções e na gestão do estoque. No caso da prestação de serviços, você não terá que se preocupar com questões de transportes físicos, mas ainda terá detalhes como a entrega de softwares, produção de materiais, carga horária ou outros itens para resolver.

Portanto, descreva o que a companhia precisará ter para funcionar bem, listando, ainda, os custos necessários para tal. Ao menos uma estimativa é o ideal!

8. Realize as projeções financeiras

Qual é o objetivo que se pretende alcançar, pensando do ponto de vista financeiro e de crescimento? Onde a sua empresa pretende estar daqui a alguns anos? Questionar-se sobre tais pontos faz parte do seu plano de negócios de vendas on-line.

Estabeleça projeções financeiras, pensando em quanto tempo você estará realizando as suas primeiras vendas, quais serão os seus custos e quanto será reinvestido no próprio negócio. Em todo o caso, é importantíssimo que se parta de estimativas reais, não sendo pessimista nem otimista demais. Baseie-se em dados, tendências e análise da concorrência e jamais siga a partir de achismos!

Provavelmente, não será nada fácil estipular os seus próprios lucros e custos, bem como pensar nas projeções de renda e nos retornos de investimento – sobretudo se você é iniciante no nicho do varejo on-line. Ainda assim, é preciso ter uma ideia como pontapé inicial, sobretudo se o negócio tiver investidores envolvidos.

9. Coloque em pauta uma análise de cenários

Aqui, o empreendedor deve mostrar uma análise de cenários no seu plano de negócios para o e-commerce. Após a estruturação inicial, especule sobre os contextos, criando simulações e pensando em indicadores que possam mostrar que o negócio está caminhando conforme o esperado – ou seguindo o rumo totalmente contrário.

Adote pontos de vista extremos, tanto pessimistas quanto otimistas, e defina onde seria o equilíbrio – aquele contexto almejado. Assim, todos os envolvidos podem saber o que esperar, ficando mais prontos para se adaptarem em meio às instabilidades de mercado. Guiando-se, de fato, por dados reais!

10. Inclua a solicitação de financiamento

Se aplicado segundo o seu alvo, termine o plano de negócios com a solicitação para o financiamento externo – expondo exatamente o quanto você precisa e como, quando e onde tais recursos serão utilizados.

Neste patamar, não se ponha na situação de empreendedor – mas sim de investidor. O que você gostaria de encontrar em um plano deste? O que faria a diferença na decisão de conceder um aporte ou não?
Apele para recursos visuais e quadros que mostrem o seu calendário, o resumo geral do seu planejamento e o orçamento estipulado para tais etapas. Opte pela clareza e cuide com a linguagem a ser utilizada – jamais seja apelativo demais e foque no profissionalismo.

Por fim, conclui-se que o planejamento ideal não elimina os riscos e nem dá garantia de sucesso ao seu empreendimento. No entanto, ele diminui as incertezas do seu negócio, ajuda a atrair financiamento e parcerias de valor e é crucial para se organizar. Coloque em prática seguindo as dicas e aproveite ao seu favor!


Mais do que Gestão de Vendas, uma experiência para toda a sua empresa

Uma única plataforma para administrar seus negócios

EXPERIMENTE AGORA!


Mais populares
IA
10 melhores ferramentas para detectar IA
Trabalho remoto
15 melhores formas honestas de trabalhar online que pagam bem em 2024
Trabalho em equipe
10 dicas profissionais sobre como lidar com os colegas de trabalho difíceis
Pequenas empresas
10 melhores softwares de contabilidade para pequenas empresas
IA
Top 7 Alternativas ao ChatGPT e OpenAI que Você Precisa Conhecer
Índice
Perguntas frequentes O que é um plano de negócios para lojas on-line? Quem precisa de um plano de negócios de vendas on-line? Como fazer um plano de negócios para uma loja on-line? Qual é a importância de um plano de negócios de vendas on-line? Saiba como criar o seu plano de negócios de vendas on-line com facilidade 1. Crie o sumário executivo do seu plano de negócios 2. Descreva a sua empresa e o problema que a loja pretende resolver 3. Exponha uma análise ampla acerca do mercado que te rodeia 4. Detalhe o que será oferecido na sua loja virtual Mais do que Gestão de Vendas, uma experiência para toda a sua empresa 5. Parta para o planejamento operacional 6. Fale com precisão sobre o plano de marketing 7. Detalhe a parte logística do negócio 8. Realize as projeções financeiras 9. Coloque em pauta uma análise de cenários 10. Inclua a solicitação de financiamento Mais do que Gestão de Vendas, uma experiência para toda a sua empresa
Você também pode gostar
Blogs
Webinars
Glossário

Free. Unlimited. Online.

O Bitrix24 é um local onde todos podem se comunicar, colaborar em tarefas e projetos, gerenciar clientes e fazer muito mais.

Comece grátis
Você também pode gostar
10 Indicadores Cruciais: Quando e Como Encerrar o Relacionamento com um Cliente
Serviço ao cliente
10 Indicadores Cruciais: Quando e Como Encerrar o Relacionamento com um Cliente
10 min
Como a automação do Bitrix24 ajudou uma empresa que tem a missão de promover a automação industrial
CRM
Como a automação do Bitrix24 ajudou uma empresa que tem a missão de promover a automação industrial
2 min
12 Dicas de Gerenciamento de Armazém para Elevar o seu E-commerce
Vendas
12 Dicas de Gerenciamento de Armazém para Elevar o seu E-commerce
11 min