Cadastrar

7 dicas e técnicas de estratégia de gamificação para empresas

7 dicas e técnicas de estratégia de gamificação para empresas
Equipe Bitrix24
21 de abril de 2022
Última atualização: 21 de abril de 2022

Sejam crianças ou adultos, os seres humanos se sentem atraídos por jogos. Eles dedicam a sua concentração, foco e energia visando cumprir e até superar os desafios propostos.

Então, por que não explorar este engajamento ao nível corporativo? A gamificação vem sendo aplicada nos negócios há alguns anos, e vem mostrando resultados bastante positivos. Entenda mais sobre o assunto e confira dicas de estratégia de gamificação a seguir!


Perguntas frequentes


O que são estratégias de gamificação?

Uma estratégia de gamificação é a aplicação de técnicas de jogos para motivar a participação de um grupo e o seu engajamento ao longo do tempo. No mundo corporativo, as técnicas de gamificação podem ser muito úteis para que os funcionários cumpram com os seus objetivos com motivação e maior interesse.

Por que utilizar a gamificação nas empresas?

São diversos os benefícios da gamificação no mundo corporativo, incluindo:
· O aumento da produtividade e da motivação;
· A melhora do relacionamento e do engajamento entre a equipe;
· Um maior desempenho e alcance de resultados;
· A melhora do workflow e da organização no trabalho.

Quais habilidades podem ser impulsionadas com a gamificação no trabalho?

A gamificação corporativa pode alavancar habilidades como:
· Foco;
· Trabalho em equipe (colaboração);
· Determinação;
· Superação;
· Senso de urgência;
· Evolução;
· Autoavaliação;
· Paciência;
· Persistência.

Quais são as melhores dicas de estratégia de gamificação para empresas?

As melhores dicas de estratégia de gamificação envolvem:
· Transformar tarefas de rotina em missões;
· Trabalhar com princípios de reconhecimento;
· Gamificar o onboarding e os treinamentos;
· Aplicar a gamificação social;
· Adaptar a proposta conforme o time;
· Focar nas pequenas recompensas;
· Celebrar outros pontos além do melhor desempenho.


O que é a gamificação no mundo corporativo?

A gamificação nos negócios, termo que também é conhecido como gamification, trata-se do uso do mecanismo de jogos para atingir certos objetivos corporativos. Quando bem aplicada, a gamificação pode aumentar o engajamento, a motivação e até resolver problemas no ambiente de trabalho.

Como consequência, tal abordagem pode servir de apoio para diversos processos empresariais, indo desde o próprio onboarding de funcionários até um treinamento corporativo específico para melhorar os resultados ou o senso de equipe.  

É interessante compreender que as técnicas de gamificação não consistem apenas em, literalmente, colocar em ação jogos em equipe. A presença de algumas simples características, como regras, premiações e pontuações já são o suficiente para atuar com tal abordagem e sentir os seus benefícios.

Após entender “o que é a gamificação” pensando no conceito empresarial, é crucial conferir os seus principais objetivos antes mesmo de ir para as dicas de estratégia de gamificação. O que será mencionado a seguir! 

As principais vantagens da gamificação nos negócios

Aplicar a dinâmica dos jogos e o seu potencial interativo em situações cotidianas, como o aprendizado ou o trabalho, é algo que já vem sendo explorado. Mas no mundo corporativo, como a gamificação pode somar pontos positivos? 

Com a gamificação, é possível ter:

· Aumento da motivação dos colaboradores e do senso de equipe;

· Maior produtividade individual e em grupo;

· Melhora das relações sociais no ambiente de trabalho;

· Potencialização dos resultados do time (incluindo as vendas e a lucratividade);

· Aprimoramento da organização e da rotina laboral;

· Aumento do engajamento entre os colaboradores e a empresa, bem como entre os colegas de trabalho.

Ao longo deste artigo, você poderá conferir diversas dicas de estratégia de gamificação e táticas interessantes para colocar em prática. Desfrutando, assim, de todas as vantagens! 


As melhores dicas de estratégia de gamificação

Nos últimos anos, a gamificação conquistou um papel essencial nas empresas mais modernas. Em busca de formas de engajar, motivar e reter funcionários, diversas companhias recorreram a dicas de estratégia de gamificação para lidar (ou mesmo prevenir) problemas envolvendo o RH.

O grande ponto positivo é que, mesmo em pequenas empresas, a aplicação da mecânica de jogos e de princípios relacionados podem ser grandes aliados do processo de treinamento, da melhora do senso de equipe e do aumento de desempenho nas vendas.

A seguir, acompanhe as dicas de estratégia de gamificação para colocar em prática e desfrutar dos pontos positivos do princípio – independente do tamanho do seu time.

1. Transforme ações rotineiras em missões entusiasmantes

As tarefas repetitivas e cotidianas, pela sua própria natureza, tendem a se tornar desmotivantes ou até desagradáveis, em certos casos. Portanto, uma das dicas de estratégia de gamificação consiste em convertê-las em atividades mais emocionantes.

Imagine, por exemplo, que você lidera uma equipe de atendimento ao cliente. Ao invés de apenas cobrar para que os agentes cumpram as metas, que tal impulsionar o seu alcance de resultados a partir de missões?

Crie um sistema de pontuação a partir das tarefas essenciais e permita que os colaboradores subam de nível ou alcancem prêmios e vantagens específicas. Estimular uma competição saudável não apenas trará resultados em termos de cumprimento de metas e de maior eficiência, como também irá alavancar o índice de engajamento entre os próprios envolvidos.

Além disso, lembre-se que também é possível adicionar uma pitada de originalidade ao pensar sobre a gamificação do seu time. Se você trabalha com uma equipe bastante criativa, por que não criar uma temática própria para as competições? 

Ou, ainda, trabalhar até com um vocabulário (nome gamificado) mais interativo para as tarefas? Quanto maior for a capacidade de otimizar a jogabilidade e o engajamento, melhores tendem a ser os resultados para todo o grupo!

2. Trabalhe com a ideia de reconhecimento – aplicando princípios como os de escoteiros

Um dos pontos-chave que regem os escoteiros é a sua política de reconhecimento. No Escotismo, os participantes recebem condecorações que simbolizam a sua dedicação, a coragem ou o caráter perante aquela comunidade – bem como outras qualidades.

Embora este seja um exemplo bem primitivo da gamificação, ele funciona muito bem (mesmo na moderna atualidade). O ser humano adora ser reconhecido e tende a se dedicar com maior motivação e engajamento quando sente que está sendo valorizado. No caso dos escoteiros, a competição reforça o desejo de adquirir ainda mais medalhas – e a mesma ideia pode ser projetada no ambiente de trabalho. 

Com o avanço recente, é uma boa ideia trabalhar com medalhas virtuais para alavancar o senso de reconhecimento e de pertencimento. Assim, não necessariamente você precisa fornecer presentes que agregam custos altos (como falaremos nos tópicos seguintes). Coloque em prática!  

3. Considere gamificar o onboarding e os treinamentos – além do dia a dia corporativo

É muito vantajoso (e altamente recomendado) trabalhar com as dicas de estratégia de gamificação ao longo da rotina de trabalho. No entanto, é interessante, aplicar em paralelo  tais abordagens em processos complementares – como os de treinamento e de integração de funcionários.

Durante o onboarding, a gamificação pode ser útil para dar as boas-vindas de forma mais extrovertida, engajar-se com os novos membros da equipe e aumentar a performance destes novos profissionais. Além de já habituá-los à dinâmica de gamificação, caso ela já esteja sendo amplamente aplicada na rotina da empresa. Igualmente, a gamificação em treinamentos – seja no ambiente físico ou virtual – pode somar incríveis benefícios. Considere desfrutá-los.


Mais do que um sistema de gestão de projetos, um pacote de trabalho on-line completo

Uma única plataforma para administrar seus negócios

EXPERIMENTE AGORA!


4. Siga os princípios da gamificação social

Utilizar a dinâmica de jogos para promover reconhecimentos e recompensas ao nível individual pode ser bastante efetivo. Mas os resultados são ainda melhores quando aplicados e sentidos nos processos colaborativos.

Portanto, dentre as dicas de estratégia de gamificação, encontramos a aplicação da gamificação social: cujo objetivo principal é direcionar o alcance de resultados a partir de uma rede social corporativa.

Para isso, planeje e desenvolva as suas atividades e dinâmicas envolvendo os princípios de jogos no coletivo e na cultura organizacional. Deixe que os funcionários colaborem entre si, através de missões em equipe, e permita o compartilhamento de grandes feitos a partir da rede interna da empresa – a partir de posts ou discussões.

Seguir a tendência das mídias sociais e desfrutar dos aspectos positivos dos jogos, só o farão alavancar ainda mais as habilidades de comunicação, o alcance de resultados comuns e o potencial da equipe – até entre departamentos distintos. Acredite!

5. Adapte a proposta de gamificação conforme as particularidades do time

Em uma equipe dotada de pessoas tão distintas, a ideia de competição gerada pelos jogos pode não agradar a todos. Como consequência, em alguns casos, a dinâmica pode se transformar em um desastre individual caso não seja bem aplicada.

Para evitar o estresse e até a geração de um sentimento negativo envolvendo propostas de jogos em equipe, comece aos poucos e vá adaptando as missões e os desafios de acordo com as individualidades do seu próprio time.

Tenha em mente ainda, o perfil dos jogadores existentes no seu grupo. Terá sempre aquele indivíduo predador (altamente competitivo), o conquistador (motivado pelo cumprimento de desafios), o explorador (muito curioso) e o socializador (que prioriza os vínculos).

Em paralelo, trabalhe com uma visão de longo prazo e não queira atingir os melhores resultados já com as primeiras práticas. Siga ao longo do tempo de forma consistente e faça da gamificação moderada parte da sua rotina – os propósitos, assim, serão mais facilmente atingíveis.

6. Não foque apenas nas grandes recompensas

Trabalhar desde o início e de forma frequente com grandes recompensas pode se tornar um dos seus maiores problemas. Afinal, a longo prazo, além de poder ser difícil financiar tais prêmios, você instiga a ideia de um falso incentivo.

Na verdade, o grande ponto das dinâmicas que envolvem gamificação não está nos prêmios em si, mas sim no processo competitivo. Portanto, mesmo as pequenas recompensas (inclusive as emocionais e intangíveis) podem valer a pena. Tenha isso em mente como gestor ou líder.

Além de tal dica, considere promover reconhecimentos criativos – que sigam o propósito da sua empresa de forma autêntica. Em vez de dar um prêmio material, como um vale presente, por que não conceder uma recomendação no LinkedIn (vinda de um membro importante da empresa) ou fazer um convite especial para que aquele colaborador participe como especialista em uma live?

Por sorte, existem várias abordagens criativas na hora de recompensar os funcionários e aumentar a conexão entre os colaboradores e a empresa. Vale praticar!

7. Celebre além do melhor desempenho

Desde crianças, somos incentivados a atingir as melhores notas. Quando adultos, temos que cumprir as metas e seguir mostrando excelentes resultados. Na prática, quanto mais, melhor.

No entanto, ao pensar em estratégias de gamificação, não é apenas aquele desempenho exímio que deve ser considerado. A participação e a dedicação também devem entrar como elementos fundamentais durante a sua análise!

Obviamente, você deve ter o cuidado de recompensar os resultados mais atrativos. Porém, não esqueça daqueles que se dedicam e dão o seu melhor para cumprirem com os mesmos objetivos. Caso contrário, a dinâmica de equipe terá o efeito de comprometer o seu engajamento – enquanto o ponto desejado é totalmente o oposto.

Basicamente, a vitória em si é ver que a maioria dos participantes deste programa estão realmente engajados – sendo estimulados. Desta forma, os resultados serão gerados a longo prazo, mesmo que indiretamente.


Como elaborar um projeto de gamificação?

Quando projetada e implementada com cuidado, a dinâmica de jogos em corporações pode trazer ótimos resultados. Para colocar em prática as dicas de estratégia de gamificação mencionadas ao longo deste artigo, é altamente recomendado já trabalhar a partir de um bom planejamento inicial.

Caso não faça ideia de como criá-lo, baseie-se nos princípios e passos abaixo:

1. Determine um problema a ser resolvido e defina o real objetivo da gamificação naquele time;

2. Pensando no conceito, estabeleça a missão e as diretrizes que guiarão os jogos (de forma clara);

3. Identifique os tipos de jogadores e as particularidades dos seus colaboradores – adaptando o processo de forma mais construtiva e amigável;

4. Defina as normas e os critérios a serem cumpridos, realizando simulações para ver se o jogo gerará o estímulo desejado;

5. Implemente a estratégia e mantenha o acompanhamento das atividades (o que é importantíssimo);

6. Por fim, mensure e analise com cautela para ver se os resultados desejados foram alcançados.

Certamente, ao fim do processo, todos os indivíduos podem desfrutar de vantagens tanto ao nível individual como corporativo. As empresas inovadoras que entendem a relevância e se dedicam a trabalhar com os exercícios de jogos para alavancar o seu desenvolvimento, sobretudo a longo prazo, se deparam com inúmeros benefícios. Aproveitem!  


Mais do que um sistema de gestão de projetos, um pacote de trabalho on-line completo

Uma única plataforma para administrar seus negócios

EXPERIMENTE AGORA!


Free. Unlimited. Online.
O Bitrix24 é um local onde todos podem se comunicar, colaborar em tarefas e projetos, gerenciar clientes e fazer muito mais.
Cadastrar
Você pode gostar também
O guia definitivo para automação de vendas em 2022
Ferramentas de colaboração on-line: as melhores funcionalidades do Bitrix24 para equipes remotas
10 dicas para gerenciar equipes da geração Y e da geração Z com eficiência
Contratação remota: 7 dicas para integrar novas contratações remotamente