Branding corporativo: 7 dicas essenciais para sua empresa

Branding corporativo: 7 dicas essenciais para sua empresa
Ariane Jaeger
14 de abril de 2021
Última atualização: 15 de abril de 2021

A tendência é que marcas que não repassam autenticidade e não se conectam com o público fiquem obsoletas no mercado. Por isso, branding e marca corporativa são conceitos essenciais em um mundo com tanta concorrência comercial.

Vale a pena lembrar que isso vai muito além da criação de um simples logotipo, já que também envolve a maneira com que a empresa se comunica, seus valores e muitos outros detalhes. Neste artigo, entenda o básico sobre branding e saiba como aplicá-lo em seu negócio através de 7 dicas essenciais.

O primeiro passo: entendendo o que é branding

Antes de falar sobre branding e marca corporativa, é essencial saber sobre o que estamos nos referindo. Então, afinal, o que é branding?

O branding é uma estratégia que engloba várias ações dentro de uma marca. Seu objetivo é fazer com que o público se conecte com a marca corporativa (mesmo que de forma inconsciente).

As ações englobam o propósito da empresa, seus valores e um posicionamento específico dentro do mercado.

Podemos comparar o branding à personalidade da marca: como ela se apresenta ao público e quais sensações desperta nele. Tudo isso ajuda a criar valor para os serviços e produtos oferecidos pela companhia – o que fornece vantagens em meio à concorrência.

Quer um branding corporativo exemplo? Pense em uma marca bem famosa, como a Coca Cola. Que cores e letras vêm em sua mente quando pensa nela? Você tem lembranças relacionadas com a marca?

Todas as conexões e sentimentos que uma marca desperta fazem parte do branding, e tais imagens se conectam com a definição da marca corporativa.

Branding e marca corporativa: por que são importantes?

Olhando para a definição do branding corporativo, já temos uma ideia de como o branding afeta a visão que os consumidores possuem da empresa. Então, é correto pensar que ela exerce influência drástica sobre a venda de produtos e serviços.

Geralmente, o público-alvo tende a comprar produtos que estão alinhados com os seus valores pessoais. E como a concorrência global é gigante, é preciso engajar os consumidores, fazendo com que eles se identifiquem com os produtos/serviços oferecidos.

Além disso, as pessoas valorizam mais um produto (e estão dispostos a pagar até preços mais altos) quando têm a percepção de que o seu propósito está conectado com o da companhia. Considerando tamanha importância, é válido conferir 7 dicas essenciais para aplicar branding e marca corporativa da maneira ideal.

As 7 dicas para construir uma marca corporativa forte


Construir um branding e marca corporativa com posicionamento forte não é uma tarefa executada da noite para o dia. Mas para facilitar a vida de quem está iniciando, vale a pena seguir as dicas:


1. Defina um propósito claro para a sua marca

É preciso ir muito além de simplesmente pensar em como vender produtos e serviços. Se você deseja que sua marca tenha alto impacto, precisa ter uma boa razão para diferenciá-la da concorrência.

Por sorte, todos os benefícios do branding e marca corporativa ficam evidentes quando a estratégia está interligada com um propósito.

O propósito nada mais é do que a razão para uma marca existir – e ele exerce influência sobre todas as ações da empresa. Para tudo que fazemos na vida, buscamos um propósito, e com as marcas não é diferente. Portanto, com valores e propósitos bem definidos, fica mais fácil se conectar com o cliente ideal. 

2. Saiba quem é o seu público-alvo

Muitos empreendedores querem iniciar a jornada da sua marca ‘atirando para todos os lados’. Mas eles esquecem que é preciso focar no público que está alinhado com o propósito da sua empresa.

Por isso, um dos passos essenciais para estabelecer um branding e marca corporativa de sucesso é definir e conhecer muito bem o seu consumidor-alvo.

Algumas perguntas podem ser válidas no momento de definir o público ideal:

· Qual é sua segmentação geral (sexo, faixa etária, renda, região)?

· Quais são os seus desejos?

· Que problemas desejam resolver?

· O que importa no momento de adquirir um produto ou serviço?

· Quais são seus valores e propósitos pessoais?

Respondendo a tais perguntas, pode-se chegar ao perfil (ou ideia) de consumidor ideal, traçando estratégias para engajar melhor com ele.

3. Conecte-se criando conteúdos de valor

A comunicação é crucial para os seres humanos, e com o desenvolvimento da era digital, ela se torna ainda mais importante. Os usuários navegam na internet e buscam soluções para os seus problemas – e as empresas que aproveitam o momento agem com efetividade criando conteúdos de valor.

A ideia é que você se conecte com o público-alvo, estando presente para resolver as suas necessidades. Afinal: de nada adianta só criar um perfil na rede social do momento e apenas deixá-lo parado.

É preciso atualizar sites e redes com conteúdos de valor, que consigam ‘conversar’ com o consumidor. Assim, sua marca conseguirá atrair e reter audiência, convertendo cada vez mais leads em clientes. 

4. Construa uma identidade visual para o seu negócio

Embora não seja o conjunto todo, a identidade visual é uma parte-chave para construir o branding corporativo. Ela irá incluir todos os elementos gráficos que compõem a apresentação da empresa, o que permite que a marca seja reconhecida visualmente no mercado.

Quando a identidade visual é bem desenvolvida e consegue transmitir personalidade e valores da marca corporativa, é muito mais fácil alcançar o sucesso desejado.

Na hora de criar uma identidade visual, não esqueça dos seguintes elementos:

· Logotipo;

· Cores;

· Tipografia;

· Imagens.

5. Desenvolva um manual de marca corporativa

Embora muitas empresas nem saibam da sua existência, um manual de marca corporativa é essencial para qualquer estratégia de branding.

A ideia é criar um documento com todas as informações de como a empresa deve se portar emcampanhas de marketing e publicidade. Assim, os profissionais irão consultar o manual de marca antes de elaborar qualquer peça da companhia – garantindo que tudo está padronizado de acordo com os ideais e atuação da marca.  

6. Foque na experiência do usuário

Empresas que conseguem desenvolver uma boa experiência do usuário (user experience) tem muito mais chances de atingir o sucesso, se comparado com as que não o fazem.

Por isso, invista em criar uma experiência de valor para o seu cliente, gerando boas impressões sobre a marca. Na era pós-internet, ‘estrelinhas’ e avaliações valem ouro, somando muitas vantagens para o seu negócio. 

7. Aplique as ações de forma constante 

Ao pensar sobre marca corporativa exemplos, imagine que uma empresa constrói o seu branding e simplesmente para de aplicar ações coordenadas ao longo do tempo. Infelizmente, toda a energia despendida com as ações iniciais será perdida a longo prazo.

Isso porque o branding deve ser aplicado como uma estratégia consistente, facilitando a criação de uma marca corporativa de valor – que seja forte, reconhecida e engajada com seus clientes.

Para garantir que todos os passos estejam alinhados de forma ordenada, considere utilizar umsoftware para organizar todos os processos.

Nesse sentido, o Bitrix24 pode ser útil para sua empresa, porque reúne um universo de soluções que permitem que você execute tarefas envolvendo branding de forma constante e com efetividade. 
Grátis. Ilimitado. Online.
O Bitrix24 é um local onde todos podem se comunicar, colaborar em tarefas e projetos, gerenciar clientes e fazer muito mais.
Você pode gostar também
Gestão do tempo: 7 técnicas para empreendedores e gestores
7 dicas básicas para melhorar seus processos de negócios
8 dicas de como escolher corretamente um CRM
Contratação remota: 7 dicas para integrar novas contratações remotamente