Cadastrar

As principais alternativas ao Asana para gerenciamento de projetos este ano

As principais alternativas ao Asana para gerenciamento de projetos este ano
Equipe Bitrix24
17 de março de 2022
Última atualização: 17 de março de 2022

Em busca de alternativas para o Asana? Neste artigo, te mostramos quais são as melhores soluções para a gestão de projetos e as características principais de cada uma delas. Assim, você e sua equipe poderão decidir por aquela que mais se enquadra e cumpre com as suas necessidades. Pronto para conferir?

Perguntas frequentes


Qual é a função do Asana?

Dentro da gestão de projetos, a plataforma Asana possui como principais funções:
· Criação de listas de tarefas;
· Geração de um cronograma e planejamento de projetos;
· Quadros e fluxos de trabalho;
· Compartilhamento de status de tarefas;
· Gráficos de acompanhamento;
· Automação de tarefas;
· Integrações com outras plataformas mais completas, como o Bitrix24.


Por que outros softwares de gestão de projetos podem substituir o Asana?

Dentre os softwares de gestão de projetos, o Asana é um dos mais antigos (fundado em 2008) e conhecidos. No entanto, é comum que surjam plataformas mais recentes e robustas, com recursos inovadores e funcionalidades mais atrativas. Outros programas também podem ser mais interessantes pelos custos, já que algumas alternativas são cobradas em reais (e não em dólares, como o Asana).   

Quais são as melhores alternativas ao Asana?

As melhores alternativas ao Asana estão nos seguintes softwares:

  • Bitrix24;

  • Redbooth;

  • Workzone;

  • Basecamp;

  • Adobe Workfront;

  • Wrike;

  • Trello;

  • Zoho Projects;

  • Jira;

  • MindManager.

O que levar em consideração ao procurar por alternativas ao Asana?

Para escolher a melhor ferramenta dentre as alternativas ao Asana, é preciso olhar para:

· As funcionalidades oferecidas (dentro das preferências e necessidades do seu time);

· O custo para a implementação em toda a equipe;

· O suporte oferecido pela companhia;

· A facilidade de utilização e navegação;

· A possibilidade de explorá-la em nuvem ou na versão local;

· O idioma em que ela está disponível.

As 10 melhores alternativas ao Asana para gerenciar projetos

O ato de gerenciar projetos vai muito além de manter a agenda organizada. Afinal, é por meio de tal administração que as companhias conseguem manter as tarefas alinhadas e sendo concretizadas – visando chegar aos seus objetivos finais com resultados e produtividade alavancadas.

Embora, de fato, o Asana seja uma das soluções mais comuns na gestão de projetos, a concorrência de mercado fez com que surgissem alternativas capazes de conquistar diferentes tipos de usuários. A seguir, trouxemos uma seleção com as melhores delas para você conferir. Vamos lá?   


1. Bitrix24

Sabemos que o Asana pode ser excelente dentre as soluções de gerenciamento de projetos. Mas, sem dúvidas, encontramos em meio às alternativas ao Asana uma interface ainda mais completa (sobretudo em termos colaborativos): o Bitrix24.  

Através dele, em um único ambiente inteligente, as equipes estão aptas a controlar tarefas (por meio de listas e dependências), gerar relatórios inteligentes, gerenciar recursos e calendários e desbravar uma série de funções exímias dentro da gestão de projetos. Dentre elas, podemos citar: diagramas de Gantt, quadros Kanban, monitoramento de carga horária, compartilhamento de arquivos, criação de modelos e automação de tarefas. 

Um elemento de peso para que o Bitrix24 faça parte desta lista, sendo considerado como um dos melhores, está na questão colaborativa. Além de incluir vários canais para que a comunicação do projeto flua em tempo real ou de forma assíncrona, o Bitrix24 possui até uma rede social colaborativa.

Em comparação com as ferramentas do Asana, o Bitrix24 também se torna mais viável por conta dos preços. Os planos pagos (Basic, Standard e Professional) são cobrados em reais, gerando uma enorme economia de custos para empresas brasileiras. Ainda, existe um plano Free (totalmente gratuito) que pode ser utilizado por indivíduos ou pequenas equipes ao gerenciar os seus projetos. 


Mais do que um sistema de gestão de projetos, um pacote de trabalho on-line completo

Uma única plataforma para administrar seus negócios

Experimente agora!



2. Redbooth

Dentre as alternativas ao Asana, nos deparamos com o Redbooth. Este programa foi criado com o intuito de ajudar equipes a concluírem projetos de forma mais simples e rápida – incluindo recursos de gestão de tarefas e canais comunicativos.

Através do Redbooth, a gestão de projetos pode ser realizada facilmente até por dispositivos móveis, via apps Android e iOS (disponíveis na Google Play e Apple Store, respectivamente).

Apesar de ser uma opção imensamente interessante, sobretudo pela riqueza visual de suas funcionalidades, grande parte das operações em Redbooth precisam ser realizadas em inglês.

Ainda, as cobranças mensais dos planos ocorrem em dólares americanos – o que pode trazer desvantagens aos usuários brasileiros. A média de preço envolve cerca de USD 9 por mês/usuário nos planos Pro e USD 15 por mês/usuário nas versões Business. Os valores das modalidades Enterprise, que são mais elaboradas, devem ser consultados diretamente com a equipe de suporte ao cliente, já que não estão disponíveis no site oficial.


3. Workzone

O Worzone é outro software de gestão de projetos que não poderia faltar em nossa lista. Esta plataforma premiada foca na conclusão de projetos dentro do prazo, abrangendo funções como: organização de documentos, calendários, geração de relatórios, pedidos e visualização das tarefas e o seu andamento. Tudo o que é realmente essencial para gerenciar projetos!

No entanto, não podemos deixar de mencionar que, até o momento, o Workzone não é oferecido em nosso idioma. O que, de fato, pode dificultar a implementação e máximo alcance de resultados nas empresas brasileiras. Sobretudo em áreas que não são as de TI.

Outro ponto de destaque (embora negativo) está na cobrança de preços, já que todos os planos são cobrados pela quantidade de membros, mensalmente, e em dólares. Infelizmente, como o plano mais simples é de cerca de USD 24 por mês/usuário, a sua utilização pode não ser tão benéfica assim para times brasileiros.


4. Basecamp

Quando o assunto é a gestão de tarefas e projetos, o Basecamp surge como uma solução e tanto! Assim como o Asana, ele inclui recursos como armazenamento de arquivos, programação de atividades, listas de tarefas e bate-papos em tempo real.

Toda a dinâmica do Basecamp pode ser muito bem aproveitada por times remotos, já que este é um dos principais focos da solução. Mas o grande diferencial é que, apesar de serem realizadas em dólares, as cobranças não envolvem limites de usuários ou projetos – com taxas mensais fixas.

Ainda que existam vários pontos imensamente positivos, o Basecamp ainda não inclui uma versão em português. De qualquer maneira, se sentir que vale a pena experimentar, a empresa oferece uma avaliação gratuita durante 30 dias.


5. Adobe Workfront

A Adobe é referência em programas para indivíduos e corporações inteiras. No ramo do gerenciamento de projetos, ela também oferece uma solução bastante robusta, que compete frente a frente com o Asana: o Adobe Workfront.

Este produto tem como propósito conectar todos os fluxos de trabalho de uma empresa em apenas um lugar. É possível organizar projetos completos a partir de marcos, alinhar metas a tarefas, monitorar o progresso em tempo real e muito mais.

Também existem ferramentas que colaboram para a gestão de custos e permitem a comunicação de todo o pessoal. O que, certamente, é válido. Os preços de tais softwares do Adobe Experience Cloud não estão disponíveis em modo público, mas você pode solicitar uma demonstração e orçamento de forma privada – através do site.


6. Wrike

O Wrike é uma interface de gestão de projetos indicada como uma das principais alternativas ao Asana. O motivo? É que ele permite acompanhar o progresso do projeto de forma ampla, olhando desde o nível de indivíduo como de toda a equipe.

Uma vantagem enorme do Wrike é que ele está disponível em português, otimizando o trabalho em empresas brasileiras. No entanto, as cobranças continuam sendo realizadas em dólares americanos – envolvendo cerca de USD 9.80 por mês/usuário no plano Professional e USD 24.80 por mês/usuário na versão Business.

Dependendo do tamanho da equipe e dada a desvalorização do real com relação ao dólar, talvez seja preciso repensar a sua implementação – ainda que seja uma das alternativas ao Asana mais agradáveis de se explorar.


7. Trello

Através de quadros digitais, o Trello funciona como uma das soluções de gerenciamento de projetos mais modernas. Por meio de um único painel de trabalho, no estilo Kanban, os times podem inserir links para arquivos, adicionar comentários, anexar fotos, programar entregas e definir detalhes para as tarefas do projeto.

Por permitir que diversas ênfases do trabalho fiquem extremamente visíveis, ele se destaca como uma das principais alternativas ao Asana. No entanto, há um ponto que deve entrar para a sua análise – sobre o qual falaremos abaixo.

Apesar do Trello ser uma ferramenta imensamente interessante, é preciso prestar atenção à sua curva de aprendizado. Pois, para utilizar o melhor de suas funcionalidades e personalizar quadros de trabalho de forma única, é preciso investir um grande tempo estudando-o. Para equipes que buscam soluções mais práticas, talvez seja melhor desbravar as alternativas ao Asana que citamos ao longo deste guia.

Outro detalhe é o seguinte: ele será ótimo para abordagens Kanban, mas nem tão bom assim se você lida com recursos como gráficos de Gantt. Por isso, leve em consideração ao decidir pela interface mais viável para si.  


8. Zoho

Não sabe se é melhor adotar uma estratégia clássica ou ágil em sua gestão de projetos? Então, dentre as alternativas ao Asana, talvez o Zoho seja bom para você. Unindo recursos do Zoho Projects com o Zoho Sprints, este software elaborou uma interface para a gestão de projetos de forma híbrida – considerando ambas as necessidades.

O interessante é que, além das funcionalidades comuns, incluídas em outros gerenciadores, o Zoho permite controlar o orçamento de projetos – visualizando a movimentação dos custos em forma de gráficos.

Em paralelo, ele também funciona como um software de colaboração, administrador do fluxo de trabalho e gerador de insights. O que auxilia ainda mais ao concluir os feitos da forma desejada.

Se ela for considerada por você como a melhor ferramenta de gerenciamento de trabalho, vale a pena saber que a interface Zoho permite integrações com demais alternativas de ponta – como o Bitrix24. Caso deseje implementar tal versão híbrida, que mencionamos acima, é preciso consultar os preços de forma personalizada, preenchendo os formulários através do site.


9. Jira

O Jira é um software que foi desenvolvido pensando em equipes ágeis. Através de um quadro de trabalho bastante visual, os membros do time podem administrar os Sprints e acompanhar todo o andamento do projeto – de forma acelerada.

Em paralelo, torna-se possível emitir relatórios que apoiem processos adaptativos, coordenar tarefas em Backlog e visualizar os entregáveis. Tudo em apenas um local, mas com organização máxima.

Gostou da proposta? Então, vale saber que a plataforma oferece um teste grátis para que os usuários experimentem na prática os planos Standard (até 100 membros) e Premium (para equipes maiores). Após o período gratuito de 7 dias, as cobranças passam a ser realizadas em dólares, mensalmente.

Considerando as variações cambiais e os impostos cobrados por transações financeiras com moedas estrangeiras (IOF), talvez seja preciso considerar uma das alternativas ao Asana com pagamentos em reais. Pense sempre nisso!


10. MindManager

Olhando para as alternativas ao Asana, a MindManager chama a atenção por poder funcionar como um grande mapa mental. A proposta da marca é trazer clareza para os projetos e processos, levando ao aumento da produtividade e organização da equipe como um todo.

Os seus recursos se assemelham muito às demais plataformas mencionadas neste guia, incluindo: cronogramas, linhas do tempo, quadros Kanban e outros diagramas úteis em gestão de projetos. Mas, de fato, o grande diferencial está na criação dos mapas conceituais. O que é excelente para simplificar projetos em larga escala – sobretudo os mais complexos.

Ainda que isso a torne altamente atrativa, há dois detalhes que podem não funcionar bem para algumas equipes locais. O primeiro deles é o idioma, já que o programa só inclui versão na língua inglesa. O segundo está nas cobranças, que são feitas anualmente, em dólares. Portanto, apesar dos benefícios, é preciso colocar tais pontos em pauta durante a sua tomada de decisão.


Qual é a melhor ferramenta de gerenciamento de trabalho?

O melhor software de colaboração e de gestão de projetos será, de fato, aquele que mais se encaixa de acordo com as suas necessidades. Portanto, depois de conferir este artigo, defina qual é o ideal para si e coloque em pauta as funcionalidades oferecidas por cada opção. Bem como os custos e pontos positivos para a implementação.

Só você e o seu time serão capazes de definir o melhor software. De qualquer maneira, esperamos que este material possa servir como um guia para a sua tomada de decisão.



Mais do que um sistema de gestão de projetos, um pacote de trabalho on-line completo

Uma única plataforma para administrar seus negócios

Experimente agora!




Free. Unlimited. Online.
O Bitrix24 é um local onde todos podem se comunicar, colaborar em tarefas e projetos, gerenciar clientes e fazer muito mais.
Cadastrar
Você pode gostar também
7 dicas e ferramentas para uma gestão de desempenho eficaz
O que é um pipeline de vendas e como funciona?
6 dicas para alinhar marketing e vendas
7 dicas para trabalhar mais rápido