Cadastrar

Práticas recomendadas no modelo de trabalho híbrido

Práticas recomendadas no modelo de trabalho híbrido
Equipe Bitrix24
13 de junho de 2022
Última atualização: 23 de junho de 2022

Diante de uma sociedade que valoriza cada vez mais o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, tudo indica que o modelo de trabalho híbrido veio para ficar. Afinal, é por meio dele que se torna possível equilibrar ambas as esferas sem perder o toque humano no trabalho. Sem contar todos os benefícios gerados para a própria organização – como o aumento da produtividade, da satisfação dos colaboradores e mais.

Ainda que seja extremamente vantajoso, é claro que manter o meio termo entre o presencial e o remoto está longe de ser uma tarefa fácil. E qual é o segredo para obter o sucesso desejado? Seguir as melhores práticas é um ótimo passo para começar. Então, acompanhem-nas neste artigo já!


Perguntas frequentes


O que é um modelo de trabalho híbrido?

O modelo de trabalho híbrido é aquele que mistura as atividades presenciais com o home office. Desta forma, o colaborador não é obrigado a estar presente no escritório todos os dias da semana, tendo uma maior flexibilidade para, em certos períodos, trabalhar de onde desejar.

Qual é a diferença entre o trabalho híbrido e o home office?

A diferença entre o trabalho híbrido e o home office é que, no home office, o funcionário desenvolve todo o seu trabalho a partir de casa. Já o modelo híbrido mistura o trabalho presencial com o home office. Ou seja: em alguns dias, ou parte do dia, certos funcionários ou toda a equipe atuam a partir do espaço físico da empresa, e, em outros momentos, do seu próprio lar (ou em qualquer lugar).

Como implementar um modelo de trabalho híbrido?

Para implementar o modelo de trabalho híbrido, é preciso:
  • Definir e comunicar as metas e as expectativas com clareza;
  • Garantir que os seus funcionários tenham todas as ferramentas necessárias para trabalhar a partir de qualquer lugar;
  • Investir em tecnologia e comunicação de ponta – envolvendo, sobretudo, um bom software colaborativo;
  • Realizar um bom planejamento antes de partir para a prática.

O que considerar ao mudar para um modelo de trabalho híbrido?

Ao mudar para o modelo de trabalho híbrido, deve-se considerar:
  • As necessidades e as preferências dos seus funcionários;
  • Todas as tarefas que podem ser conduzidas remotamente;
  • O tipo de comunicação adotada pelo time (síncrona ou assíncrona);
  • A estrutura de trabalho empregada (pensando sobre a divisão de horários no escritório ou em casa);
  • As políticas que guiarão o trabalho.

Como fazer o modelo de força de trabalho híbrida funcionar?

Para fazer o modelo de força de trabalho híbrida funcionar, é preciso adotar as melhores práticas do modelo de trabalho híbrido, incluindo:
  • Fazer da comunicação dos colaboradores a sua prioridade;
  • Promover a orientação ideal;
  • Pedir o feedback frequente dos funcionários;
  • Avaliar a performance (sem microgerenciar);
  • Não discriminar;
  • Introduzir novos benefícios para os trabalhadores remotos.



Tudo o que você precisa saber sobre o modelo de trabalho híbrido

Apesar de ser considerado como uma necessidade em meio à sociedade atual, o trabalho híbrido ainda é novidade para muitos. Portanto, se você ainda tem dúvidas sobre o conceito e como implementá-lo seguindo as melhores práticas, siga a leitura dos tópicos abaixo!

Como funciona o modelo de trabalho híbrido?

Na prática, no modelo de trabalho híbrido, os funcionários podem ter a liberdade para dividirem a carga de trabalho entre a sua casa e a sede física da empresa. Cada companhia estabelece as suas próprias regras para o modelo híbrido. Algumas optam por estabelecer dias e horários fixos, enquanto outras são ainda mais liberais e só contam os dias de presença no escritório. Seja qual for a abordagem, a verdade é que há muitos benefícios em aplicar o trabalho híbrido atualmente.

Embora haja muita confusão entre os termos, é preciso saber que atuar com o modelo de trabalho híbrido em casa é totalmente diferente de estar o tempo todo em home office. Pois, apesar da flexibilidade do modelo híbrido, sempre haverá um período reservado para que o colaborador retorne e realize as suas atividades a partir do escritório.  

Quais são os benefícios do modelo de trabalho híbrido para a sua organização?

Promover uma maior flexibilidade a partir do trabalho híbrido não é algo que só agrega para os colaboradores. Com este modelo, as empresas de diversos tamanhos podem sentir inúmeras vantagens, como:

  • Aumento do bem-estar e da saúde mental dos empregados;

  • Redução de custos operacionais para a empresa;

  • Menores índices de rotatividade devido à satisfação dos funcionários;

  • Maiores níveis de produtividade e interação entre os colaboradores;

  • Capacidade de atrair melhores talentos e aumentar a força de trabalho (sem precisar expandir o espaço).  

Quando se imagina os benefícios do modelo de trabalho híbrido, é comum associá-los a vantagens corporativas ou para os próprios funcionários. No entanto, é interessante considerar que eles reverberam para a sociedade como um todo. 

Afinal, o trabalho híbrido gera um impacto positivo no meio ambiente, é capaz de aumentar a ocupação de vagas de emprego e contribui para que o conjunto de indivíduos esteja mais saudável e realizado – incluindo os parentes e amigos dos empregados.


As cinco melhores práticas para o modelo de trabalho híbrido

Transitar do trabalho integralmente presencial para o modelo híbrido pode ser um desafio. Então, desde o princípio, é importante ter em mente quais são as condutas mais indicadas para fazê-lo com qualidade. Vamos conferir? As principais estratégias são citadas logo a seguir:  

1. Estabeleça, previamente, o modo de comunicação ideal

Para as empresas com o modelo de trabalho híbrido, a comunicação entre o time é a chave do processo. Então, antes mesmo de partir para qualquer tipo de implementação, questione-se sobre como se dará a comunicação entre os membros do seu time – adaptando o seu workflow da maneira ideal.

  • Uma vez trabalhando de forma híbrida, os seus funcionários terão horários específicos de trabalho quando estiverem em casa?

  • Os colaboradores se comunicarão de forma síncrona ou assíncrona?

  • Algum horário limite para o envio de mensagens será estabelecido?

  • Por onde os colegas irão se comunicar e quais serão os meios disponíveis para tal?

Pensar sobre tais questionamentos é crucial ao planejar a transição para o trabalho híbrido, preparando-se para adaptar o ambiente de acordo com as realidades do seu próprio time.


Mais do que um sistema de gestão de projetos, um pacote de trabalho on-line completo

Uma única plataforma para administrar seus negócios 

EXPERIMENTE AGORA!


2. Utilize uma plataforma colaborativa de qualidade

No modelo de trabalho híbrido, os seus colaboradores não estarão face a face em tempo integral. Então, para que o trabalho flua sem interrupções ou qualquer tipo de prejuízo, é crucial fazer o uso de uma boa interface colaborativa – tanto em termos comunicativos quanto de engajamento.

Em interfaces de qualidade, como no Bitrix24, você pode aproveitar os recursos de comunicação síncrona ou assíncrona, compartilhar os arquivos em tempo real, coordenar os projetos em conjunto e até estimular o senso de pertencimento através de uma rede social interna e personalizada.

Para criar um local de trabalho híbrido bem-sucedido, comandando os funcionários que estão atuando remotamente junto aos presenciais, lembre-se de que tudo o que é preciso para fazer o trabalho fluir deve ser compartilhado em nuvem. Assim, contar com uma interface como esta é a saída para manter tudo organizado em apenas um lugar – fazendo o seu workflow alavancar!

3. Planeje a agenda presencial com antecedência

A adoção do modelo de trabalho híbrido no pós-COVID fez com que muitas empresas se preocupassem em diminuir a densidade no local de trabalho – focando no distanciamento social. Para isso, elas precisaram adaptar não apenas o layout do escritório, como os próprios horários de trabalho.

Para que todos os colaboradores não fossem a empresa no mesmo dia ou no mesmo momento, foi preciso o mínimo de organização envolvendo os calendários. Embora, hoje em dia, tal estratégia continue sendo válida, é verdade que diversas organizações aproveitaram a mesma ideia para aumentar a sua capacidade e o seu corpo de trabalho.

Além disso, planejar a agenda presencial antecipadamente permite que o próprio colaborador administre os seus horários e deslocamentos de maneira programada – o que o ajudará a trabalhar com maior produtividade, motivação e menor estresse.  

Com os colaboradores tocando o modelo de trabalho híbrido em casa e vindo ao escritório apenas alguns dias da semana, por que não se organizar e explorar ainda mais positivamente a situação? Várias empresas com o modelo de trabalho híbrido aproveitam o rodízio para agregar o número de funcionários sem precisar arcar com custos adicionais de espaço e você também pode fazer o mesmo. Não custa considerar!

4. Personalize o modelo, pense nos objetivos da empresa e veja o que funciona na sua equipe

Nem tudo o que é feito por aí gera resultados em todas as empresas, mas é importante conhecer as tendências e as possíveis aplicações para empregar testes com o seu próprio pessoal – principalmente se você não souber por onde começar.

Será que é melhor padronizar os dias no escritório e em casa? Definir dias fixos de expediente para toda a empresa? Ou permitir que os próprios colaboradores decidam os seus horários?

A realidade é que tudo varia de companhia para companhia – ou mesmo entre os times – e são os líderes que devem descobrir qual é a estrutura híbrida que melhor funciona em sua empresa. No entanto, lembre-se que: quanto maior for a liberdade de decisão promovida, mais difícil será aplicar aquela visão de redução de custos (tendo o mesmo espaço) e aumento do tempo de trabalho – como foi citado no tópico anterior.

Por isso, em paralelo, coloque em pauta as prioridades do negócio antes de cogitar testar uma estrutura que possa valer a pena para o time. Quer um exemplo? Imagine que você iniciou com o modelo híbrido e promoveu a total flexibilidade de horários. Ou seja: os próprios colaboradores decidiam quando vinham trabalhar.

Mas, de repente, viu que tal prática não se encaixava nos propósitos da empresa (que era contratar mais funcionários sem aumentar o espaço). Pode ser complicado mudar tudo repentinamente, concorda? É por motivos como esses que é tão relevante pensar com cautela nos objetivos da companhia envolvendo a flexibilização – evitando decepções.  

5. Avalie a performance – mas não microgerencie

Para garantir que a adoção do modelo de trabalho híbrido gere os resultados esperados, é importantíssimo verificar, de forma consistente, como anda o trabalho. E isso vai desde a produção e o progresso geral até a performance individual de cada funcionário.

As equipes não acostumadas com uma cultura de feedbacks podem sentir que têm um desafio maior ainda a enfrentar – mas desenvolver a habilidade de orientar, criticar ou repassar informações é algo que deve ser explorado.

Uma empresa que decide abordar o modelo de trabalho híbrido no pós-COVID reconhece que a flexibilidade é importante para os seus funcionários. Então, não teria motivo algum atuar a partir deste modelo e partir, constantemente, para o microgerenciamento. 

Por isso, tenha em mente que, embora o acompanhamento e as análises de desempenho sejam essenciais, a equipe de liderança jamais deve controlar minuciosamente o trabalho dos funcionários.

O futuro do trabalho é mais livre, mas requer planejamento

Por promover a flexibilidade e a liberdade ideais, mas não extinguir completamente o contato presencial (cara a cara), o trabalho híbrido é um dos modelos que melhor se encaixam na atualidade – sobretudo no mundo pós-pandemia. Além de seguir a tendência das organizações mais modernas, as empresas que decidem migrar para o modelo híbrido veem benefícios que vão além do aumento da satisfação dos funcionários e da motivação no trabalho.

Em paralelo, os índices de produtividade são alavancados, a colaboração pode se fortalecer e é visível o impacto positivo sobre a saúde mental dos funcionários. Sem deixar de lado a própria possibilidade de adicionar membros no corpo de trabalho sem precisar se preocupar com mais espaço – o que gera uma redução de custos considerável. 

Ainda que os desafios não sejam poucos, através do planejamento cuidadoso, torna-se totalmente possível implementar o trabalho híbrido e aproveitar todos os seus pontos positivos em termos de resultados. Certamente, as companhias estarão prontas para se adaptarem rapidamente às necessidades do momento, ficando ainda mais fortes diante de um cenário tão incerto e competitivo.

Então, conte com o Bitrix24 para gerenciar a sua transição e garantir o fluxo de trabalho ideal antes e depois da implementação. Esta plataforma não só oferece os recursos comunicativos certos para comandar o trabalho híbrido, como também está repleta de funcionalidades que apoiam a gestão de arquivos, de projetos e mais. Aproveite para explorar!

 


Mais do que um sistema de gestão de projetos, um pacote de trabalho on-line completo

Uma única plataforma para administrar seus negócios 

EXPERIMENTE AGORA!


Free. Unlimited. Online.
O Bitrix24 é um local onde todos podem se comunicar, colaborar em tarefas e projetos, gerenciar clientes e fazer muito mais.
Cadastrar
Você pode gostar também
Os 10 melhores softwares de análise de RH
As 5 tarefas mais importantes de um especialista em CRM
Tudo o que você precisa saber sobre o Bitrix24
7 dicas para evitar riscos de segurança no trabalho remoto