12 Dicas de Gerenciamento de Armazém para Elevar o seu E-commerce

11 min de leitura
Ariane Jaeger
5 de maio de 2023
Última atualização: 10 de maio de 2023
12 Dicas de Gerenciamento de Armazém para Elevar o seu E-commerce

Ainda que haja toda uma operação focada na imagem e na atuação digital, um e-commerce vai muito além de posicionamento na internet. A parte logística diz muito sobre o sucesso de uma loja virtual e os grandes varejistas já perceberam que, para ganhar o cliente, é preciso se preocupar com entregas rápidas, de qualidade e atentas às necessidades do consumidor.

Por isso, o gerenciamento de armazém entra como uma peça-chave da engrenagem, capaz de elevar o seu e-commerce ou, quando malfeito, levá-lo ao fracasso. Neste artigo, saiba como gerir o seu inventário e armazém a partir de 12 passos. Siga a leitura na íntegra!

Conteúdo da página

Perguntas frequentes

O que é o gerenciamento de armazém e por que é importante para os negócios de comércio eletrônico?

O gerenciamento de armazém é o processo responsável por administrar o fluxo de recebimentos, entregas, separação, armazenagem e distribuição de mercadorias. O gerenciamento eficiente de armazéns é importante para os negócios de comércio eletrônico porque ajuda as empresas a obter lucratividade e atingir o desempenho. Por sua vez, isso facilita o processo de vendas e o abastecimento contínuo.

O que é o gerenciamento de inventário e como isso se relaciona com o gerenciamento de armazém?

O gerenciamento de inventário é um processo que consiste em administrar o registro de produtos, o seu aprovisionamento e a sua expedição. Ele faz parte da gestão do armazém, pois implica no controle e no monitoramento dos produtos desde o momento em que entram no armazém até a sua saída.

Quais são algumas práticas recomendadas para usar o software de gerenciamento do estoque de produtos?

Algumas práticas recomendadas para usar o software de gerenciamento do estoque de produtos são:

  • Otimizar as fases de picking e packing;
  • Estabelecer KPIs para o inventário;
  • Otimizar as taxas de rotatividade do estoque;
  • Rastrear os lotes;
  • Categorizar o inventário a partir de análises, como a ABC.

Como eu posso gerenciar efetivamente o estoque em minha empresa de comércio eletrônico ou loja de varejo?

Você pode gerenciar efetivamente o estoque da sua empresa de comércio eletrônico ou loja de varejo:

  • Balanceando o estoque;
  • Fazendo registros precisos;
  • Implementando ferramentas de gerenciamento de estoque;
  • Estabelecendo um sistema de reposição de estoque;
  • Analisando o estoque regularmente;
  • Construindo uma comunicação aberta com os clientes e fornecedores; 
  • Prevendo o estoque futuro a partir de dados de compras e épocas anteriores;
  • Mantendo o inventário de todo o estoque de segurança;
  • Contando com a ajuda da tecnologia para analisar informações e trabalhar a partir de KPIs reais.

Como gerenciar o armazém de um e-commerce?

As dicas de qualidade sempre são bem-vindas – ainda mais quando o objetivo é alavancar o seu e-commerce ao organizar melhor o armazém, otimizar os processos internos e garantir que a chegada do pedido ao cliente gere recompra e mais estrelinhas para a sua loja on-line. Portanto, fique com as táticas a seguir para conseguir tal feito:

1. Otimize a organização do seu armazém

Se você se preocupa com o gerenciamento do armazém, talvez o primeiro passo para ganhar assertividade nos processos e alavancar o sucesso do seu e-commerce envolve, de fato, otimizar o armazenamento em tal espaço. Afinal, ao pensar melhor sobre o layout e a alocação de mercadorias, torna-se mais fácil a estocagem, a separação de produtos e o envio aos destinatários.

No entanto, é claro que é extremamente complexo pensar a respeito disto manualmente – já que é preciso cogitar a viabilidade a partir das demandas, da sazonalidade, entre outros fatores envolvidos com as vendas no seu e-commerce. Assim, se você considerar adotar um software de gerenciamento de estoque de produtos, tal abordagem será simplificada.

Por meio de um programa como tal, os comércios eletrônicos economizam tempo e dinheiro ao analisar os dados automaticamente – fazendo previsões de como gerenciar melhor o seu armazém e alavancar as vendas. Inclusive, ao pensar sobre o espaço do seu armazém, não foque apenas no local para estocar os produtos em si – como também para áreas destinada ao recebimento, preparação e outros.

2. Aplique a automação no gerenciamento de armazém

Se você ainda não tem muita experiência e não sabe como gerenciar o inventário na loja de varejo, não se preocupe – já que esta mesma dica se aplica ao gerenciamento de armazém: use a automação rotineiramente para simplificar todo o processo de coleta e envio de produtos. Afinal, é quase impossível considerar lidar algo relacionado ao comércio eletrônico – que é altamente moderno – fazendo tudo na mão e no papel, não é mesmo?

Além do mais, automatizar não quer dizer que você precisa mudar da noite para o dia ou investir milhões de reais para grandes resultados. Caso parta do zero, considere iniciar aos poucos, realizando alterações como:

  • A inserção de códigos de barra nos produtos a fim de agilizar a coleta e melhorar a precisão;
  • O uso de scanners a laser para calcular medidas rapidamente, provendo agilidade ao processamento da remessa;
  • A aplicação de máquinas gerais que reduzem o trabalho manual e somam produtividade (e até maior ROI) a longo prazo; 
  • A adoção de um programa que te permita gerir os dados e as informações mais rapidamente, auxiliando, inclusive, no gerenciamento do inventário – como o Bitrix24. A sua loja on-line precisa disso para ir além!

3. Dê atenção aos equipamentos essenciais no seu armazém

Não tem como fazer o gerenciamento do inventário e pensar na gestão do armazém sem considerar os equipamentos fundamentais para a operação. Basicamente, há quatro categorias de itens imensamente utilizados por comércios virtuais, que requerem a sua atenção, incluindo:

  • Equipamento de manuseio de materiais (MHE): que aborda equipamentos de transporte, estoque, posicionamento e mais;
  • Equipamento de estoque: como prateleiras e outros itens, responsáveis por "armazenar", em si, os produtos;
  • Equipamento de embalagem e transporte: quaisquer elementos que estejam relacionados com o preparo e o envio dos itens, como etiquetas, caixas e papéis;
  • Equipamento de código de barras e impressoras: que servem para realizar a leitura de códigos – bem como a impressão para o envio e outras etapas da cadeia de suprimentos – a fim de facilitar a identificação e a troca de informações com o sistema digital do e-commerce.

A partir destes cuidados, você tende a aumentar a produtividade e a organização – com mais eficiência no fluxo de mercadorias – e ainda somar segurança e conveniência para a equipe que estará lidando com os seus produtos.

4. Treine os colaboradores para trabalharem com eficiência

Por mais que você tenha em mãos os melhores equipamentos para o gerenciamento de armazém, ainda assim, você depende de pessoas. Consequentemente, foque nelas durante o gerenciamento de estoque do comércio eletrônico, promovendo treinamentos frequentes para atuarem com mais velocidade, eficiência, segurança e em um ambiente com redução de erros.

Tenha em mente que isto não quer dizer apenas repassar conhecimento – na maioria das vezes, será preciso focar em habilidades individuais para otimizar o trabalho como um todo, focado amplamente nas esferas citadas. Inclusive, tal capacitação de mão de obra te ajudará a fazer melhores previsões em um software de gerenciamento de estoque de produtos, preparando-se para lidar com as necessidades de contratação – ou não – para épocas sazonais, por exemplo.


Aumente sua vendas com um bom gerenciamento de inventário

Bitrix24: o software de armazém #1 do Brasil

EXPERIMENTE AGORA!


5. Estabeleça diretrizes dentro do seu armazém

Quanto mais diretrizes assertivas o seu local tiver, e mais elas forem seguidas – claro, maior tende a ser o seu sucesso no gerenciamento de armazém. Assim, elabore políticas e diretrizes a serem seguidas por todos os funcionários pensando em treiná-los para uma abordagem múltipla.

Neste caso, o seu gerenciamento de estoque no comércio eletrônico deverá ir muito além de, simplesmente, pensar em melhores caminhos para a coleta. De igual maneira, firme condutas para os processos que envolvem:

  • Fluxo de trabalho geral;
  • Procedimentos relacionados com a segurança;
  • Transporte dos itens;
  • Qualidade e precisão dos pedidos e das suas entregas.

6. Otimize o seu processo de logística reversa

Sem pensar adequadamente na etapa de logística reversa, um e-commerce não consegue elevar o seu potencial e realizar o gerenciamento do armazém adequadamente. Afinal de contas, em uma hora ou outra, haverá o caminho de volta daquela encomenda que foi entregue ao destinatário – seja por uma troca ou devolução dos produtos.

Então supere o ato de gerenciar o controle de estoque da empresa pensando apenas na saída inicial – e foque também em gerenciar eficientemente os retornos de mercadorias ao comércio eletrônico. Quanto mais esta parte da cadeia for melhorada, mais isto tende a somar para a sua valorização no mercado, graças ao impacto positivo sobre a experiência do usuário (UX).

7. Use um bom software de gerenciamento de armazém

Dúvidas de como gerenciar o inventário de estoque e o armazém em si te assolam? Pois saiba que o software certo para o gerenciamento de armazém pode te ajudar a resolver muitas problemáticas!

Com tais programas, conhecidos como WMS, integrar fluxos de trabalho, ERPs e automação é possível – e o melhor de tudo: em poucos cliques e com máxima usabilidade. Embora existam diversas soluções sendo ofertadas na internet – que variam em funcionalidades, o software perfeito deve te ajudar com questões como:

  • Controle de estoque;
  • Planos de programação e gestão do fluxo de trabalho do pessoal;
  • Relatórios gerados a partir de KPIs;
  • Alertas em tempo real e previsões que colaboram para picos sazonais e geram escalabilidade.

Com o gerenciamento de inventário e armazéns do  Bitrix24, você adiciona, exclui e atualiza os produtos em uma facilidade jamais vista, cataloga os itens, dá baixa no estoque, pode aplicar filtros dedicados ao inventário para ter uma lista completa daquilo que deseja avaliar e segue com todos os exemplos de funcionalidades listados como fundamentais. Com certeza, vale muito a pena experimentar, já que ele também pode ser acessado por Android e iOS, aonde quer que vá!

8. Mantenha os seus sistemas ligados ao e-commerce integrados

Há vários pontos que devem ser observados ao gerenciar o controle de estoque da empresa, mas, de fato, a integração entre todos os sistemas utilizados pela companhia é fundamental. Afinal de contas, você não vai querer ter que consultar locais diversos para agendar remessas, contabilizar os pedidos e então checar as entradas no financeiro, não é? É aí que as integrações entram para somar! Com elas, reduza os erros, corte custos desnecessários e aumente a eficiência lidando com carrinho de compras, contabilidade e pedidos, no geral, unicamente. Fora as integrações em si, saiba que você também pode concentrar tudo em apenas um lugar em interfaces como o Bitrix24 graças às ferramentas de migração para o gerenciamento de inventário. Tornando-se muito mais fácil manter os dados sobre os produtos, bem como as suas imagens, status e especificações em um único ambiente, a fim de se organizar.

9. Siga uma padronização e mantenha medidas rigorosas para o controle da qualidade

Por mais que você tenha ciência de como gerenciar o inventário de estoque, a qualidade no preparo dos materiais é algo que jamais pode ser deixado de lado. Ao gerir o seu armazém, preocupe-se em capacitar os funcionários a atuarem de forma padronizada e ainda garanta a qualidade no preparo dos pedidos do início ao fim.

Certifique-se de que tudo está devidamente organizado e rotulado, tornando os itens mais familiares até para os novos integrantes do time. Marcar as áreas de produtos com etiquetas e tornar as instalações acessíveis colabora amplamente – já que facilita o manuseio do pessoal e torna a entrega – bem como o preparo – muito mais rápidos, somando pontos para o seu e-commerce.

10. Garanta a segurança das operações do seu armazém

Além de pensar nos padrões e na qualidade voltada aos bens materiais em si, volte os olhos para a segurança do pessoal e do armazém na totalidade. Tome medidas que minimizem os riscos de acidentes nas operações diárias e promova todos os equipamentos essenciais para que as operações fluam da melhor forma possível.

Mantenha o local bem iluminado, destine cada área para uma etapa do processo e treine os operadores para reduzir qualquer dano. Inclusive, considere repensar o seu layout e agendar inspeções frequentes de modo a estar evoluindo sempre.

11. Colete os dados ligados com a cadeia e trabalhe com KPIs

Preocupar-se com o gerenciamento de armazém requer diversos cuidados. Entre eles, a atenção às métricas é crucial. Afinal, como saber que você está progredindo, ou existem problemas a serem resolvidos o quanto antes?

Definir as métricas e os KPIs corretos em armazéns previne os temidos gargalos na cadeia produtiva, ajuda a planejar melhor as operações do armazém e até contribui com a satisfação do cliente – já que a entrega do produto estará muito relacionada com isso em um comércio virtual.

Ainda que existam muitos indicadores que merecem o seu tempo, inicie a sua trajetória de gerenciamento de armazém observando tais:

  • Giro de estoque;
  • Frequência de retorno de produtos;
  • Custo de transporte;
  • Prazo da entrega do pedido;
  • Entre outros.

12. Reavalie os processos de armazenamento continuamente e ajuste conforme as necessidades

Pode ser que hoje você saiba como gerenciar o inventário na loja de varejo e esteja com o seu armazém plenamente organizado. Contudo, isto não é um caso absoluto e imutável – já que tudo pode mudar em questão de instantes. A todo o momento, é preciso reavaliar o cenário para ver se os seus processos estão condizentes com as demandas e as realidades. E, a partir disso, claro, se ajustar de acordo com o que é requerido para o momento. É um dos grandes segredos para gerir o armazenamento de forma exímia sempre!


Aumente sua vendas com um bom gerenciamento de inventário

Bitrix24: o software de armazém #1 do Brasil

EXPERIMENTE AGORA!


Mais populares
10 dicas profissionais sobre como lidar com os colegas de trabalho difíceis
10 melhores softwares de contabilidade para pequenas empresas
15 melhores formas honestas de trabalhar online que pagam bem em 2024
Os 13 melhores criadores de sites para pequenas empresas em 2023
7 dicas de especialistas para entrevistas virtuais
Índice
Perguntas frequentes O que é o gerenciamento de armazém e por que é importante para os negócios de comércio eletrônico? O que é o gerenciamento de inventário e como isso se relaciona com o gerenciamento de armazém? Quais são algumas práticas recomendadas para usar o software de gerenciamento do estoque de produtos? Como eu posso gerenciar efetivamente o estoque em minha empresa de comércio eletrônico ou loja de varejo? Como gerenciar o armazém de um e-commerce? 1. Otimize a organização do seu armazém 2. Aplique a automação no gerenciamento de armazém 3. Dê atenção aos equipamentos essenciais no seu armazém 4. Treine os colaboradores para trabalharem com eficiência Aumente sua vendas com um bom gerenciamento de inventário 5. Estabeleça diretrizes dentro do seu armazém 6. Otimize o seu processo de logística reversa 7. Use um bom software de gerenciamento de armazém 8. Mantenha os seus sistemas ligados ao e-commerce integrados 9. Siga uma padronização e mantenha medidas rigorosas para o controle da qualidade 10. Garanta a segurança das operações do seu armazém 11. Colete os dados ligados com a cadeia e trabalhe com KPIs 12. Reavalie os processos de armazenamento continuamente e ajuste conforme as necessidades Aumente sua vendas com um bom gerenciamento de inventário
Você também pode gostar
Blogs
Webinars
Glossário

Free. Unlimited. Online.

O Bitrix24 é um local onde todos podem se comunicar, colaborar em tarefas e projetos, gerenciar clientes e fazer muito mais.

Comece grátis
Você também pode gostar
10 truques para estar no topo do Google com SEO
10 truques para estar no topo do Google com SEO
9 min de leitura
O que é copywriting e como aplicar no seu negócio
O que é copywriting e como aplicar no seu negócio
10 min de leitura
Comunicação em Projetos: 10 Dicas para Construir Equipes Sólidas e Entregar Resultados
Comunicação em Projetos: 10 Dicas para Construir Equipes Sólidas e Entregar Resultados
10 min de leitura