Cadastrar

Como promover a igualdade e a diversidade no local de trabalho

Como promover a igualdade e a diversidade no local de trabalho
Equipe Bitrix24
27 de julho de 2022
Última atualização: 29 de julho de 2022

No mercado de trabalho ou fora dele, promover a igualdade é um desafio persistente. No entanto, abraçar tal prática ajuda a criar uma cultura inclusiva que beneficia a sua companhia e os indivíduos que estão imersos nessa cultura. Mas como garantir, afinal, a promoção da igualdade e da diversidade no local de trabalho? É exatamente isso que será exposto neste artigo. Sigam a leitura para acompanharem e colocarem em prática!

Conteúdo da página

Perguntas frequentes

Qual é o verdadeiro significado de igualdade?

O verdadeiro significado de igualdade está na inexistência de qualquer diferença. Ou seja, a igualdade ocorre quando todas as partes envolvidas seguem expostas às mesmas condições, são interpretadas pelo mesmo ponto de vista e possuem o mesmo valor.

O que é um exemplo de igualdade?

Um exemplo de igualdade envolve a igualdade de gênero no ambiente de trabalho. Neste caso, uma empresa que atua de forma igualitária oferece salários equivalentes para homens e mulheres que exercem as mesmas funções. Em paralelo, ela abre espaço e se preocupa em equiparar a presença de homens e mulheres em posições de liderança.

O que significa inclusão no mercado de trabalho?

A inclusão no mercado de trabalho ocorre quando a companhia adota uma política que combate o preconceito e a exclusão de certos grupos de pessoas. Isso pode envolver religião, deficiência, classe social, idade, gênero, orientação sexual, etnia e outros. Quando adota a inclusão, a empresa transforma a sua cultura organizacional.

Por que é importante promover a igualdade entre os gêneros?

Promover a igualdade entre os gêneros é importante por diversos motivos. Primeiramente, a igualdade entre os sexos é um direito humano básico, ao considerarmos uma sociedade livre. Em segundo lugar, a igualdade de gênero contribui para o progresso da sociedade e para o crescimento econômico como um todo.

Como promover a equidade de gênero no mercado de trabalho?

Uma das melhores formas de promover a equidade de gênero no mercado de trabalho é iniciar com a imparcialidade no processo seletivo, trabalhar com salários equivalentes e oferecer as mesmas oportunidades – tanto de capacitação, educação ou promoções – para todos os gêneros


Ações para promover a igualdade e a diversidade no ambiente de trabalho

Preocupa-se em promover a igualdade no local de trabalho, mas não sabe por onde começar? Então, experimente os insights expostos abaixo. A partir da visão de especialistas e cases de sucesso, aprenda a promover a igualdade com dicas que funcionam e podem ser aplicadas na prática – por toda e qualquer empresa.

1. Identifique os preconceitos inconscientes

Ainda que tenha o desejo genuíno de promover a diversidade e a inclusão, qualquer pessoa carrega os seus próprios preconceitos inconscientes. Eles podem estar relacionados a questões de gênero, idade, deficiência, casamento, raça, gravidez, religião e muito mais.

No entanto, é só a partir do reconhecimento de tais vieses inconscientes que se torna possível lidar com o cenário e evitar a discriminação – seja no local de trabalho ou em qualquer outro espaço. Por isso, uma das principais abordagens para saber como promover a igualdade é identificar tais preconceitos e agir sobre eles.

Existem testes que revelam as suas associações implícitas e que podem ser aplicados consigo e os seus funcionários. A partir dos resultados, os gestores são capazes de identificar áreas nas quais precisam se concentrar mais. Assim como os indivíduos, de forma particular, adquirem a ciência dos seus próprios preconceitos.

2. Observe o histórico da empresa e os dados dos seus funcionários

As métricas internas podem dizer mais do que se imagina sobre uma companhia. E a verdade é que não importa o quão moderna e progressiva seja a sua organização: sempre haverão vieses inconscientes, tanto pessoais quanto coletivos, que podem impactar profundamente a rotina e a cultura organizacional.

Olhando para os dados dos empregados, por exemplo, você pode identificar que a equipe de recrutamento mostra certa preferência por perfis especiais. Ou, ainda, que certos gêneros ou etnias acabam tendo mais oportunidades durante uma promoção – olhando para o todo.

Independentemente de tais práticas e ideais serem maliciosos ou não, os dados mostrarão uma visão geral bastante objetiva que ajudará a verificar se as metas para promover a igualdade estão sendo cumpridas. Fique de olho nisso!

3. Adapte a linguagem, deixando-a mais inclusiva

Mesmo inconscientemente, muitas organizações adotam um posicionamento sexista e preconceituoso em suas comunicações de rotina. Portanto, as empresas devem cuidar para que o seu processo comunicativo não envolva qualquer tipo de linguagem discriminatória.

Utilizar uma linguagem pautada em estereótipos leva a uma percepção de desigualdade no ambiente de trabalho – ainda que as afirmações ocorram sem intenções dolosas. Desta maneira, conscientize os colaboradores sobre tal ponto e cheque todos os documentos corporativos para identificar pontos de vulnerabilidade.

Quanto mais neutra for a linguagem adotada em seus processos comunicativos, mais fácil será promover a igualdade e garantir que nenhum indivíduo se sinta excluído ou desconfortável.

4. Haja a partir de critérios objetivos

As ações humanas são influenciáveis por pensamentos – ainda que sejam aqueles mais ínfimos. Assim, para promover a igualdade, você deve adotar critérios claros e objetivos durante o recrutamento, treinamento, promoção e outros processos relacionados.

As decisões não podem ser pautadas em opiniões pessoais, e muito menos influenciadas por preconceitos. Garanta que você e os demais líderes e gestores ajam sempre a partir do mérito, focados na igualdade. Afinal, na realidade, é impossível promover a igualdade quando isso não é respeitado.


Mais do que um sistema Colaboração, um pacote de trabalho on-line completo

Uma única plataforma para administrar seus negócios

EXPERIMENTE AGORA!


5. Treine os colaboradores e conscientize-os sobre a importância da diversidade e da inclusão

A conscientização é um elemento tão relevante quanto a própria vontade de promover a inclusão. Assim, os treinamentos internos se mostram como pontos-chave para gerenciar a diversidade no ambiente de trabalho.

Invista em treinamentos que aumentem a conscientização dos líderes e demais funcionários e que nutram um relacionamento mais positivo entre os membros da equipe – deixando as diferenças de lado. O comportamento discriminatório traz prejuízos para a coletividade – e todos precisam saber disso.

Treinamentos como estes também são imensamente importantes para que aqueles que ocupam posições de liderança e gestão saibam identificar problemas e quais medidas adotar para prevenir ou agir sobre situações discriminatórias.

Uma das maiores recomendações, neste caso, é já se preocupar com o tema durante a integração de novos funcionários. Desta maneira, ainda no onboarding, os novos integrantes visualizam os aspectos relacionados com a diversidade e a inclusão no ambiente organizacional e podem se adaptar de acordo.

Por sorte, há uma gama de atividades para promover a igualdade de gênero, raça, religião, orientação sexual e mais. Então, dependendo das particularidades, cursos específicos podem entrar em pauta – focados, por exemplo, em áreas como preconceito de idade ou raça e sensibilidade de gênero.

6. Implemente práticas e políticas de igualdade

Com a ideia de igualdade, todos devem ser tratados de forma justa, tendo as suas diferenças respeitadas. No ambiente de trabalho, tal conceito deve ser aplicado na prática em todas as decisões e simples atividades. Seja durante o processo de recrutamento e treinamento, ou durante momentos de promoção e alocação no trabalho. 

Portanto, se você quer promover a igualdade, tome muito cuidado com as políticas que já existem na própria organização. Será que, mesmo sem querer, elas não discriminam algum grupo em especial? Caso algum processo, visão ou norma interna for capaz de colocar algum grupo de indivíduos em desvantagem, ele deve ser repensado.

Imagine, por exemplo, que foi determinado que as mulheres só podem usar calças no escritório. Mas como fica a situação de uma mulher que, por motivos religiosos, só usa saias? Ainda que pareçam pequenos detalhes, eles devem ser considerados constantemente, evitando a exclusão de qualquer pessoa e ideal do seu grupo social.

Paralelamente, reveja as suas práticas de contratação e previna qualquer modo de discriminação indireta. Tanto durante a seleção quanto a própria publicação da vaga no mercado de trabalho. Cuidar com os anúncios de emprego não apenas ajuda a promover a diversidade e atrair talentos de forma inclusiva, como também evita problemas legais. Assim, todo o cuidado é bem-vindo!

7. Preocupe-se ativamente com a igualdade e a inclusão

Cogitar abordar certos procedimentos internos e apenas pensar em treinamentos para evitar a discriminação está longe de promover a igualdade. O grande desafio é realizar a promoção ativa, saindo do papel para a prática e garantindo que as pessoas se sintam bem, incluídas e livres para se concentrarem apenas no que é importante – o seu trabalho e a evolução da empresa. Tenha o compromisso de fornecer isso, garantir a acessibilidade e integrar, realmente, os colaboradores no seu local de trabalho.

Caso não saiba por onde iniciar, experimente adaptar algumas atividades de team building, por exemplo. Através delas, as companhias conseguem fortaleçer os laços entre um grupo de trabalho, minimizar as diferenças e fazer com que todos atuem em prol de objetivos comuns – vencendo a discriminação ao incentivar o engajamento e o respeito mútuo.

Fora isso, outras atividades para promover a igualdade de gênero, idade, raça, etnia e religião também podem ser relevantes. É válido abordar!

Por fim, lembre-se: tão importante quanto educar e definir, é o seu dever monitorar continuamente tal sucesso, agindo com proatividade nos esforços que estão sendo realizados. Sem dúvidas, esta é uma das melhores dicas para promover a igualdade no local de trabalho.


Os benefícios da diversidade e da inclusão no meio corporativo

Promover a igualdade é uma ação que soma benefícios para todos, mas nem todas as empresas se dão conta da sua riqueza de vantagens a curto, médio e longo prazo. Abaixo, estão os principais benefícios da inclusão e da diversidade no meio organizacional.

Força de trabalho rica em habilidades

Quanto mais diversa é a sua força de trabalho, mais habilidades contrastantes ficam disponíveis para a sua empresa. É a diversidade que gera grandes ideias, melhora o clima organizacional e que também impacta positivamente na tomada de decisão.

Inovação dentro da própria empresa

A diversidade de pessoas também traz a diversidade de pontos de vista e de pensamentos. E isso pode ser imensamente valoroso para uma organização! Diferentes origens, experiências e personalidades contribuem para a inovação e resolução de problemas, dentre outras vantagens.

Reputação da marca

Sobretudo atualmente, os indivíduos querem interagir com marcas que possuem responsabilidade social. Portanto, empresas responsáveis, que expõem e se preocupam com a igualdade, ganham boa reputação e melhor posicionamento de mercado.

Transformação da cultura organizacional

No momento em que uma empresa decide abraçar a diversidade e promover a inclusão, ela transforma a sua cultura organizacional. E o mundo moderno precisa disso! Companhias que são capazes de acompanhar as demandas da nova era e responder a elas só têm a ganhar!

Melhor convivência e bem-estar na rotina de trabalho

Trabalhar com pessoas diferentes, respeitar tais diferenças e agir em conjunto aumenta o nível de tolerância dos indivíduos. O que auxilia, diretamente, sobre a sua convivência em sociedade. Portanto, a inclusão é responsável por aumentar a diversidade na empresa, melhorar os relacionamentos entre o pessoal, promover a empatia e gerar o bem-estar entre colegas e grupos que antes poderiam se sentir excluídos.

Expansão para novos mercados

Quando o corpo de trabalho é composto por colaboradores distintos (social e culturalmente), abrem-se as portas para novos nichos de mercado. Afinal, você conta com pessoas que realmente compreendem sobre aquela área que é nova para si. Em paralelo, quando feita com sucesso, tal inserção acaba levando ao aumento da receita e das oportunidades de negócios – sendo altamente viável.


Respeitar as diferenças e incluir vai além de resultados palpáveis

Promover a igualdade, incluir e vencer qualquer tipo de discriminação deveria ser um compromisso comum entre diversas empresas – independente do seu nicho de trabalho. As companhias que percebem isso e que se dedicam a agir sobre acabam superando a concorrência, tanto por terem talentos diversos e usarem isso ao seu favor, quanto por promoverem uma cultura organizacional mais saudável, que inova e age em conjunto para atingir o melhor potencial.

Se você se preocupa com o assunto e/ou sente que explorar tais pontos seria positivo para a sua empresa, aproveite para aplicar na prática as dicas que foram expostas ao longo deste artigo. Os colaboradores, o público e todos os envolvidos vão adorar – já que o bem gerado pela inclusão é coletivo. Aproveite!


Mais do que um sistema de Colaboração, um pacote de trabalho on-line completo

Uma única plataforma para administrar seus negócios

EXPERIMENTE AGORA!


Free. Unlimited. Online.
O Bitrix24 é um local onde todos podem se comunicar, colaborar em tarefas e projetos, gerenciar clientes e fazer muito mais.
Cadastrar
Você pode gostar também
10 maneiras fáceis de encontrar o melhor software de diagrama de fluxo de trabalho
10 dicas para conquistar o seu primeiro cliente como empreendedor
9 maneiras poderosas de melhorar o envolvimento dos funcionários
As principais tendências de gerenciamento de projetos em 2022