Mindfulness no trabalho: 7 benefícios da prática e como aplicar

10 min de leitura
Ariane Jaeger
11 de março de 2024
Última atualização: 11 de março de 2024
Mindfulness no trabalho: 7 benefícios da prática e como aplicar

Uma das tendências da atualidade, o número de empresas aplicando técnicas de mindfulness de origem milenar cresce cada vez mais. Nesse texto, abordaremos como utilizar o mindfulness no trabalho, seja você um líder ou até mesmo trabalhador autônomo.

Além de discutir 7 benefícios dessa prática de atenção plena, demonstramos como ela pode te ajudar de várias formas e em vários ambientes e contextos. Inspire, expire, e vamos lá!

Mindfulness: o que é e onde surgiu

O mindfulness, ou atenção plena, é comumente atrelado à tradição budista, embora historiadores indiquem diversas práticas de concentração semelhantes em outras tradições. Cristianismo, judaísmo e várias correntes históricas importantes possuem técnicas que envolvem a capacidade de concentração.

Entretanto, o nome mindfulness, por si só, foi inventado recentemente, em 1970, nos Estados Unidos. O responsável por batizar a prática de atenção é Jon Kabat-Zinn, professor de medicina da Universidade de Massachusetts. Ao dar esse nome e divulgar a prática cientificamente, ele possibilitou que seus efeitos positivos pudessem ser melhor acessados.

3 conceitos para entender de verdade o que é o mindfulness

Afinal, o que é mesmo o mindfulness? Embora essa definição possa ser dada de diversas formas, podemos resumir a prática como um estado mental e corporal diferenciado de percepção. Isso é, um modo diferente de olhar para a sua própria experiência no momento presente.

Na maior parte do tempo, estamos imersos em diferentes sensações, experiências e estímulos dos mais diversos tipos. A grande quantidade de demandas e tarefas automatizam o nosso modo de agir, pensar e sentir durante o dia. Com isso, acabamos perdendo a própria experiência que está sendo vivida no momento. Existem alguns pilares importantes para entender essa espécie de meditação. Veja a seguir.

1. Consciência plena

Você pode estar 100% focado em uma tarefa, mas isso não necessariamente é a prática de mindfulness. A consciência plena é redirecionar sua consciência, seu foco, de forma mais ampla para o momento. Envolve o corpo, sensações, sentimentos e pensamentos.

2. Momento presente

O passado e futuro são os locais onde a mente gosta de ir (e precisa) para a nossa própria sobrevivência. Mas, essa ruminação excessiva pode gerar ansiedade. Estar no momento presente é conseguir perceber os próprios pensamentos e perceber a natureza deles.

3. Sem julgamentos

A chamada equanimidade da tradição budista é importante para praticar mindfulness. Para realmente poder observar a si e o momento presente, é necessário entrar em uma postura de não-julgamento.

Seja algo desagradável ou até mesmo muito prazeroso, essa meditação te convida para o caminho do meio. Ou seja, olhar para a experiência sem tirar conclusões, sendo imparcial, não deixando que as emoções te levem imediatamente.

Grátis. Ilimitado. On-line.

Combinar boas práticas de Mindfulness com um bom software de gerenciamento de negócios é a chave para aumentar a produtividade e gerar melhores resultados.

EXPERIMENTE AGORA

7 benefícios do mindfulness para o trabalho – e para a vida

Antes de mostrarmos como aplicar a atenção plena na prática, veja os seus benefícios já comprovados cientificamente. Focaremos nas vantagens para trabalhar melhor, embora elas se estendam para toda a sua vida.

1. Maior produtividade

Atualmente, algumas pessoas ainda podem se espantar ao ouvir que uma prática de meditação pode aumentar a produtividade. Mas, felizmente, estudos científicos já respaldam como essa prática pode gerar uma melhora nas habilidades cognitivas. Isso mesmo, o foco, raciocínio, memória e a própria inteligência podem ser otimizadas. Afinal, as emoções não estarão mais no controle, e sim uma mente ativa e focada.

2. Saúde mental – reduz estresse, ansiedade, depressão e burnout

Diversas pesquisas demonstram como o mindfulness pode reduzir o stress e sintomas de ansiedade e depressão. Afinal, o transtorno de ansiedade generalizada, por exemplo, geralmente está acompanhado de problemas com os pensamentos e a atenção. Naturalmente, isso também leva a maior produtividade, como dissemos acima.

3. Decisões melhores e mais criativas

O estado de mindfulness facilita bastante o surgimento de ideias mais claras e "pensamentos limpos". Com isso, mindfulness no trabalho pode ser uma ferramenta essencial para gerar inovação e garantir decisões consistentes em um mundo tão imprevisível.

4. Inteligência emocional

A administração e o controle das emoções é uma habilidade imprescindível, sobretudo para quem está em cargos mais altos. A prática de atenção plena permite que você perceba o que está sentindo e como isso pode refletir em suas ações. Contribui, portanto, com a inteligência emocional.

5. Melhoria das interações, comunicações e menos conflitos

A comunicação é um vetor essencial dentro de uma rotina de trabalho. Com a meditação mindfulness, ouvir e falar se tornam processos bem mais conscientes. Você pode entender melhor e mais facilmente o que o seu parceiro deseja transmitir e, assim, conseguir expressar ainda melhor suas intenções. A atenção plena gera mais acordos e minimiza os desacordos.

6. Otimiza o clima organizacional e satisfação no trabalho

Não é por acaso que muitas empresas vêm aplicando práticas de atenção plena no dia a dia. Essa meditação reduz o estresse e, quando feita coletivamente, pode criar um espírito organizacional bem mais unido e inspirado. Assim, um ambiente de trabalho saudável é construído mais facilmente.

7. Saúde física

A saúde física não fica de fora dos benefícios do mindfulness. Vários estudos científicos comprovam que essa meditação melhora a resposta do sistema imunológico do corpo e traz uma série de outros benefícios para a qualidade de vida como um todo.

shutterstock_1302585175.webp

Mindfulness: como aplicar a meditação no trabalho?

Os exemplos de sucesso da aplicação do mindfulness podem inspirar bastante nas formas de utilizar essa prática de atenção no contexto organizacional. De maneira geral, essa espécie de meditação pode ser ensinada e colocada como parte da rotina da empresa, em momentos importantes ou intervalos do trabalho. Porém, mesmo sem estar sistematizada pela gerência, existem várias formas de começar a colocá-la em prática rapidamente. Confira.

Exercícios de respiração

Entre as técnicas de mindfulness, prestar atenção à respiração é uma das principais. Escolha um ou mais momentos em que se sentir bem, como antes de entrar no escritório, na pausa do almoço, antes de sair de casa, etc. Faça o seguinte: feche os olhos, respire e foque somente nesse ato de respirar. Sinta o ar entrando e saindo pelas narinas.

Aceitação e não-julgamento

Como trouxemos acima, tente olhar para a situação atual sem julgamentos de valor. Você pode aplicar isso enquanto faz um exercício de respiração. Quando um pensamento negativo vier, deixe que ele passe e continue focado na respiração. Leve isso para outros contextos e veja os efeitos.

Pausas

Durante suas pausas, tente substituir os momentos em redes sociais por um rápido descanso, mesmo que seja de apenas 2 minutos. Isso vale desde uma ida ao banheiro, refeições ou até outros contextos; aproveite esse momento para deixar um pouco a mente de lado e apenas sentir e observar.

Meditação ativa

Opte por caminhar mais devagar, respire e observe cada passo dado pelo seu corpo. Sinta as sensações com atenção plena. Você pode aplicar isso em diversas situações em que seu corpo estiver em movimento.

Diálogos

Em uma conversa, foque apenas em ouvir e entender a mensagem do outro antes de falar. Escute com atenção plena e apenas depois prepare uma resposta. Você verá os efeitos disso em suas relações interpessoais e nos seus resultados.

shutterstock_178355147.webp

Qual é a diferença entre a técnica de mindfulness e meditação?

Nesse texto, chamamos o mindfulness de meditação algumas vezes. Mas, na verdade, essas duas formas de concentração, atenção e relaxamento não são idênticas. A meditação é uma prática bem semelhante, na qual se busca a atenção plena no momento presente. Entretanto, ela tende a estar mais restrita a uma faixa de tempo ou contexto específico.

Além disso, a meditação visa ir além da atenção no corpo ou respiração, com um objetivo mais profundo. No trabalho, você pode até se aproveitar essa atividade, mas esteja preparado para usar um tempo específico apenas para isso.

Diferença entre mindfulness, meditação e distrair a mente

No senso comum, a meditação e o mindfulness são vistos como uma forma de relaxar ou distrair a mente. Embora esses efeitos possam acontecer, na verdade, exigem bastante foco no momento presente. Porém, diferentemente de um foco em uma tarefa do trabalho, que pode gerar bastante estresse, essa atenção plena gera efeitos positivos. Por isso, essas atividades de concentração não se resumem a distrair-se dos pensamentos ou tentar não pensar, mas estar consciente deles em um nível acima.

3 exemplos de sucesso na aplicação do mindfulness no trabalho

Agora, mostraremos algumas empresas que aplicaram com sucesso o mindfulness e como elas fizeram isso. Também discutiremos os efeitos que os líderes e gestores encontraram ao utilizar essa prática de atenção plena no momento presente. Confira.

Google: Search Inside Yourself

O programa idealizado por um colaborador do Google em 2007 resultou no instituto Search Inside Yourself, que hoje ajuda pessoas ao redor do mundo a desenvolver a prática do mindfulness. Inicialmente não muito bem recebido, o programa desenvolvido dentro da empresa rapidamente conquistou os colaboradores e convenceu os cientistas da empresa.

Nele, eram (e continuam sendo) treinadas habilidades como concentração, empatia, autoconhecimento e autocontrole. Isso acabou aumentando a performance dos colaboradores de uma maneira inesperada. Hoje, essa é uma grande referência do mindfulness no mundo.

Awake at Intel

Observando o caminho tomado pelo Google, a Intel também decidiu adotar a prática do mindfulness, meditação e yoga. Como foi na outra empresa, inicialmente os colaboradores estavam bastante céticos. Com o tempo, relataram melhoria do bem-estar, criatividade e foco, reduzindo significativamente o estresse.

General Mills

Aplicando ioga e meditação, a General Mills colocou mais de 400 executivos na prática dentro da empresa. Ao final de um programa organizado em um curso de 7 semanas, eles relataram um melhor desempenho no trabalho e melhores decisões. Além disso, disseram que passaram a escutar seus companheiros com maior qualidade.

O que a ciência diz sobre o mindfulness e o caso do Reino Unido

Como dissemos anteriormente, diversos estudos científicos já abordaram os efeitos positivos do mindfulness para a saúde e bem-estar. Basta uma simples pesquisa para averiguar a quantidade de evidências reunidas pela neurociência nessa temática.

Considerando essa validação científica, o Reino Unido se tornou um exemplo importante para mostrar como o mindfulness é eficaz. Desde o ano de 2004, as meditações já são parte do projeto de saúde da região.

Outras aplicações da técnica de mindfulness

Se interessou pela famosa técnica de mindfulness ou atenção plena? Reunimos algumas aplicações possíveis dessa prática e outros contextos em que ela pode ser útil. Veja:

  • Melhoria da qualidade do sono – ao praticar o mindfulness após o trabalho e principalmente perto do momento de dormir, você estará reduzindo sua atividade cerebral e potencialmente melhorando seu sono.

  • Melhoria da memória – quem acumula bastante trabalho e demandas em relações pessoais com certeza pode se esquecer de compromissos ou combinados importantes. Tire alguns momentos do seu dia para praticar a atenção plena e perceba como sua memória pode melhorar.

  • Autoconhecimento – o autoconhecimento é uma parte fundamental para todas as áreas da vida. Porém, não é uma tarefa simples. Com o mindfulness e a meditação, você adquire a capacidade de se observar bem melhor. E essa observação é o primeiro passo para um melhor autoconhecimento.

Conclusão

Nesse texto, discutimos os benefícios da meditação e do mindfulness no trabalho. Mostramos como a prática pode não apenas reduzir o estresse, mas também aumentar a produtividade. Esse estilo de meditação é uma grande chave para várias empresas e também pode ser útil para a sua vida pessoal.

Que tal relaxar e aplicar essa prática enquanto um time de especialistas te ajuda na sua empresa? Veja a nossa lista de soluções para deixar a sua mente em paz.

Seja para maior produtividade, liderança, comunicação ou atendimento ao cliente, a Bitrix está preparada para ajudar. Comece grátis agora mesmo e siga o caminho de sucesso de outros 12 milhões de negócios.

Grátis. Ilimitado. On-line.

Combinar boas práticas de Mindfulness com um bom software de gerenciamento de negócios é a chave para aumentar a produtividade e gerar melhores resultados.

EXPERIMENTE AGORA

Perguntas frequentes

O que é a prática do mindfulness?

A prática do mindfulness é um exercício de atenção plena, que, como o nome diz, visa voltar a sua concentração para o momento presente. Ela gera uma série de benefícios, desde aumento do foco, produtividade e a redução do estresse.

Quais são os exercícios de mindfulness?

Os exercícios de mindfulness envolvem prestar atenção ao contexto em que se está. Você pode caminhar enquanto faz isso ou focar na respiração por alguns minutos. Essa é uma prática mais versátil, adaptável em diferentes situações.

Como aplicar o mindfulness no ambiente de trabalho

No trabalho, você pode aplicar o mindfulness durante intervalos, antes de começar uma tarefa ou após terminá-la. Faça exercícios de atenção plena não somente ao trabalhar, mas ao conversar com outros colaboradores, escutando com atenção, e em outras situações.


Mais populares
10 dicas profissionais sobre como lidar com os colegas de trabalho difíceis
10 melhores softwares de contabilidade para pequenas empresas
Os 13 melhores criadores de sites para pequenas empresas em 2023
Coordenador de Projeto x Gerente de Projeto: Principais Diferenças
10 melhores ferramentas de liderança para uma gestão de sucesso
Índice
Mindfulness: o que é e onde surgiu 3 conceitos para entender de verdade o que é o mindfulness 1. Consciência plena 2. Momento presente 3. Sem julgamentos 7 benefícios do mindfulness para o trabalho – e para a vida 1. Maior produtividade 2. Saúde mental – reduz estresse, ansiedade, depressão e burnout 3. Decisões melhores e mais criativas 4. Inteligência emocional 5. Melhoria das interações, comunicações e menos conflitos 6. Otimiza o clima organizacional e satisfação no trabalho 7. Saúde física Mindfulness: como aplicar a meditação no trabalho? Exercícios de respiração Aceitação e não-julgamento Pausas Meditação ativa Diálogos Qual é a diferença entre a técnica de mindfulness e meditação? Diferença entre mindfulness, meditação e distrair a mente 3 exemplos de sucesso na aplicação do mindfulness no trabalho Google: Search Inside Yourself Awake at Intel General Mills O que a ciência diz sobre o mindfulness e o caso do Reino Unido Outras aplicações da técnica de mindfulness Conclusão Perguntas frequentes
Você também pode gostar
Blogs
Webinars
Glossário

Free. Unlimited. Online.

O Bitrix24 é um local onde todos podem se comunicar, colaborar em tarefas e projetos, gerenciar clientes e fazer muito mais.

Comece grátis
Você também pode gostar
10 dicas para criar um calendário de mídia social eficaz [Guia Completo]
10 dicas para criar um calendário de mídia social eficaz [Guia Completo]
9 min de leitura
9 dicas cruciais para reduzir a rotatividade de funcionários
9 dicas cruciais para reduzir a rotatividade de funcionários
11 min de leitura
Como cultivar relacionamentos com os clientes on-line? 7 dicas profissionais
Como cultivar relacionamentos com os clientes on-line? 7 dicas profissionais
10 min de leitura