Gestão de Produto vs Gestão de Projeto: 5 Diferenças Cruciais

16 min de leitura
Ariane Jaeger
24 de agosto de 2023
Última atualização: 24 de agosto de 2023
Gestão de Produto vs Gestão de Projeto: 5 Diferenças Cruciais

Levando em conta as questões tradicionais, é muito mais comum ouvir-se falar sobre a gestão de projetos no Brasil. No entanto, na era atual, em que o foco está voltado em superar as expectativas do cliente de modo ágil, uma nova área ganhou o mercado: a gestão de produto, quer eles estejam voltados ao nicho digital ou não.

As companhias mais modernas vêm explorando o melhor de ambas as abordagens para entregar projetos e produtos – ou mesmo serviços – cada vez melhores. Por isso, se você quer fazer como elas e sair na frente da concorrência, descubra tudo sobre o tema gestão de produto vs gestão de projetos aqui neste artigo e siga com um plano estratégico eficiente!

As grandes diferenças entre a gestão de projetos e de produtos

É claro que existem diferenças de papéis entre os gestores de produtos e de projetos – e isso se expande aos processos e atividades operadas por eles. Você até pode ter em mente como opera um time que gerencia um projeto do início ao fim de sua execução, contudo, é comum que a visão de quem lida com os produtos não esteja tão clara – ao menos para a maioria das pessoas. Então quais são, exatamente, tais pontos contrastantes? Descubra tudo sobre o embate entre gestão de produto vs gestão de projetos a partir dos 5 pontos expostos a seguir: 

1. O ciclo de vida de ambas as abordagens

Ao pensar na diferenciação entre gestão de produto vs gestão de projetos, vê-se que o ciclo de vida do trabalho, quando seguido por um gerente de projetos, é muito mais fechado e definido. Em contrapartida, têm-se uma maior abertura ao lidar com os produtos. 

O ciclo de vida dos projetos:

Mais ocluso, o ciclo de vida do projeto segue as seguintes etapas:

  • Escopo: é o início do trabalho, em que se define o que será realizado, os entregáveis almejados, os prazos, os custos e outros recursos envolvidos;

  • Desenvolvimento: no meio do processo, tem-se o progresso em si, no qual o gerente de projetos acompanha todo o cronograma e projeta os marcos para se certificar de que aquilo que foi proposto no escopo se concretize;

  • Conclusão: por fim, procede-se para a entrega do projeto, levando em conta tantos os entregáveis quanto os prazos – ou outros elementos relevantes – que tinham sido pensados para tal. 

O ciclo de vida dos produtos:

Em contrapartida, o ciclo de vida do produto segue outros processos, visto que o enfoque principal não está voltando para um início, meio e fim e os seus prazos e entregas – mas sim para os resultados que se espera atingir, escalando-o ao longo do tempo. 

Veja em detalhes as principais etapas da gestão de produtos:

  • Início: este ponto de partida ainda não converge muito da gestão de projetos em si, visto que o propósito é pensar em um produto e ter o pontapé inicial para todo o seu desenvolvimento;

  • Prototipação: trata-se do primeiro estágio intermediário (o ciclo de vida do produto possui vários deles). Aqui, tem início a concepção do produto, visando economizar recursos e se certificar de que o problema certo está sendo atingido;

  • Lançamento: tem-se mais uma etapa de desenvolvimento, continuando o ciclo com a validação do protótipo e o seu posterior lançamento como produto ou serviço.

  • Tração: é o próximo passo do pós-lançamento do produto, garantindo o uso do público e a análise da experiência;

  • Monetização: com o processo fluindo e os ajustes sendo realizados, a monetização do produto tende a surgir organicamente; 

  • Crescimento: continua-se com o crescimento e adaptação contínuas para garantir o sucesso do produto ao longo do tempo. 

2. O propósito e a atuação geral de cada um dos gerentes

Uma diferença crucial ao comparar a gestão de produto vs gestão de projetos está no objetivo almejado por cada um dos gerentes que comandam tais processos. Enquanto o  gerente de produto quer maximizar o valor do seu produto em si e gerar novos fluxos de receita, o propósito do gerente de projetos possui outra ênfase. Neste caso, tal profissional quer maximizar a qualidade como um todo e minimizar os riscos associados a ele.

Pensando na rotina corporativa, o time de projetos tende a agir com um escopo mais sólido e menos flexível, uma vez que a eficiência na entrega é colocada como um dos pilares. Entretanto, mesmo com toda a pressão por seguir prazos e seguir firme com os recursos oferecidos, a qualidade sempre deve ser considerada para se manter competitivo no mercado, já que isto pode vir a falhar. 

No planejamento estratégico para os produtos, toda a gestão tem enfoque nos resultados. De modo geral, o time trabalha quantas vezes for preciso em uma etapa, o mais importante é ter o problema do consumidor plenamente solucionado e conquistar a sua posição ideal no mercado. 


Gerencie seus projetos e produtos em um lugar só!

Bitrix24: Grátis e para Usuários Ilimitados

EXPERIMENTE AGORA!


3. As habilidades aplicadas pelo gerente de produto e gerente de projeto

Ao colocar lado a lado as diferenças de papéis e das próprias abordagens em si, percebe-se que as habilidades, ou skills, requeridas pelos gerentes de tais áreas também mudam fortemente. Normalmente, os gestores de projeto cultivam um alto senso de liderança; têm facilidade em trabalhar com a colaboração; são bons comunicadores e trabalham com excelência na gestão de stakeholders do projeto; lidam tranquilamente com métricas e KPIs relacionadas com a produtividade; são organizados e gerenciam o tempo muito bem. 

No cenário oposto, quem cuida da gestão de produtos tem mais conhecimento de user experience (UX); trabalha comumente com a estratégia de cliente no centro (customer centric); possui maior visão de negócios e de análise de dados e uma alta capacidade de conciliação.

Entre os pontos comuns deste confronto de gestão de produto vs gestão de projetos, destaca-se a skill de resolução de problemas, que está presente em ambos os casos. Paralelamente, vale saber que as empresas tradicionais tendem a trabalhar mais com a gestão de projetos, enquanto é comum encontrar cargos de gestores de produtos envolvidos, fortemente, com o meio digital ou com abordagens metodológicas mais modernas e ágeis. 

4. Os principais desafios enfrentados por cada um dos profissionais responsáveis pela gestão

Diversos são os pontos que podem ser explanados em uma comparação direta envolvendo a gestão de produto vs gestão de projetos, e um deles abrange os desafios de cada uma das coordenações. Ainda que tudo esteja relacionado com a resolução de problemas, o monitoramento do progresso do trabalho, a gestão do time responsável e a devida comunicação entre os envolvidos, que são pontos em comum, o foco de produtos e projetos faz toda a diferença em meio aos alvos e dificuldades. 

Nos projetos, usualmente, os desafios do gestor estão relacionados com pontos tais quais:

  • Garantir que todos os sprints do projeto sejam terminados na data adequada;

  • Identificar os riscos do projeto e monitorá-los frequentemente; 

  • Adaptar-se de acordo com quaisquer mudanças que interfiram no escopo do projeto;

  • Seguir as tendências do mercado e trabalhar com outras equipes e departamentos para garantir a consistência do trabalho e a sua entrega ao macroambiente. 

Embora compartilhem algumas responsabilidades e rotinas complexas, como mencionado previamente, o gestor do produto tem a mente mais voltada para o desenvolvimento dos seus produtos e a equipe que o permeia. Por conseguinte, os seus desafios frequentes costumam envolver:

  • O respeito aos prazos de lançamento do produto;

  • O cuidado com as parcerias envolvendo os fornecedores de matéria-primas;  

  • A correção de falhas nos produtos.

Assim, chega-se a um imenso ponto diverso, que mostra bem na prática como funciona a distinção entre gestão de produto vs gestão de projetos. 

5. Diferentes critérios de sucesso que afetam o desenvolvimento no gerenciamento de projetos e de produtos

Outra das diferenças da rotina vivida entre gerente de produto vs gerente de projeto está relacionada com a hora de pausar cada um dos seus ciclos de trabalho, tendo diferentes critérios sobre o sucesso. Basicamente, os processos têm um desfecho quando se fala em projetos, mas o desenvolvimento segue contínuo cogitando os produtos. Tal ponto faz toda a diferença no planejamento estratégico e na própria conduta abordada no dia a dia de cada um dos times. 

Nos projetos, como o ideal está direcionado para a entrega daquele trabalho em particular, o desenvolvimento contínuo não é o foco principal. Assim, objetiva-se efetuar a gestão de stakeholders, formalizar as entregas e, basicamente, o trabalho se encerra com este feito – considerada uma abordagem um tanto quanto tradicional e unidirecional, também em termos de sucesso. 

Contudo, voltando a visão para os produtos neste comparativo de gestão de produto vs gestão de projetos, o ciclo deve seguir de modo constante para que a perspectiva de crescimento seja mantida. Sobretudo ao considerar que o mercado e as preferências do consumidor mudam constantemente. Deste modo, desistir da gestão é como um sinônimo de fracasso para os produtos, gerando um desenvolvimento contínuo. 


Gerenciamento de produtos e gerenciamento de projetos mais fácil com o Bitrix24

Saber qual é o melhor caminho a seguir entre gestão de produto vs gestão de projetos depende muito da sua abordagem e do que a sua empresa oferece. No entanto, uma coisa é certa: é possível desfrutar o melhor das duas quando se tem o aporte tecnológico ideal. 

Ao fim deste debate de gestão de produto vs gestão de projetos, independentemente de qual seja a sua função, explore o poder do Bitrix24 para levar o seu planejamento a outro patamar. Com este software de gerenciamento, coordene os lançamentos dos produtos e todo o seu desenvolvimento ou acompanhe o cronograma e os entregáveis dos projetos nos mínimos detalhes – de acordo com as prioridades. 

Fora as mais de 35 funcionalidades para fazer os seus planos saírem do papel de modo bem-sucedido, você ainda incentiva o senso colaborativo e ajuda a sua equipe a manter uma alta performance com a melhor plataforma do mercado. Comece a usar hoje mesmo a assinatura gratuita e não volte atrás!


Gerencie seus projetos e produtos em um lugar só!

Bitrix24: Grátis e para Usuários Ilimitados

EXPERIMENTE AGORA!



Perguntas frequentes


O que é a gestão do produto?

A gestão do produto é a área empresarial responsável pela concepção de produtos e todo o seu desenvolvimento interno e externo. Tais produtos devem estar atrelados à estratégia de negócio e às reais necessidades dos clientes e tendências de mercado. O mesmo conceito de gestão também pode ser aplicado a quem trabalha com serviços, seguindo ideias similares.

O que é um gerente de produto versus um gerente de projeto?

Um gerente de produto trabalha com a trajetória de negócios de um produto, pensando na sua visão e objetivos ao longo do tempo – atuando como um pensador estratégico. Paralelamente, o gerente de projeto lidera uma série de projetos para que tais propósitos venham a ser uma realidade corporativa, sendo também um executor. Normalmente, tais profissionais têm tais funções distintas, mas a colaboração efetiva entre ambos pode levar ao desenvolvimento bem-sucedido do produto e à execução do projeto.

Quais são as principais diferenças entre a gestão de produto e a gestão de projetos?

As principais diferenças entre a gestão de produto e a gestão de projetos são:

  • O ciclo de vida do projeto e dos produtos;
  • O propósito de cada um dos gestores responsáveis;
  • As habilidades dos gerentes de produto ou projeto;
  • Os desafios comuns de cada um dos gestores e de suas equipes.
  • Os diferentes critérios de sucesso que afetam o desenvolvimento de projetos e de produtos.

Como as diferenças entre a gestão de produto e de projetos afetam uma organização?

As diferenças entre a gestão de produto e de projetos afetam uma organização de diversas formas. Enquanto a gestão de produtos visa agregar valor ao negócio de modo amplo, a gestão e projetos se preocupa com a conclusão das entregas e o cumprimento do cronograma previamente planejado. Desta maneira, ambos são processos importantíssimos e complementares para um negócio que visa crescer com o máximo de sucesso.

Quem ganha mais: um gerente de produto ou gerente de projeto?

Quem ganha mais ao comparar um gerente de produto e um gerente de projeto, geralmente, é quem cuida da gestão do produto. No Brasil, a média de salário para tal profissional beira os R$10.000 (embora possa chegar a até R$60.000), enquanto para um gerente de projeto está na faixa dos R$9.000 (chegando a cerca de R$50.000). Ainda assim, tudo depende da localidade, da experiência, do nicho e da empresa em questão.


Mais populares
12 grandes habilidades de atendimento ao cliente que a sua equipe definitivamente precisa
10 dicas profissionais sobre como lidar com os colegas de trabalho difíceis
10 melhores softwares de contabilidade para pequenas empresas
Planejamento de recursos em projetos: 10 dicas importantes
As 11 melhores plataformas de pagamento para e-commerce
Índice
As grandes diferenças entre a gestão de projetos e de produtos 1. O ciclo de vida de ambas as abordagens 2. O propósito e a atuação geral de cada um dos gerentes Gerencie seus projetos e produtos em um lugar só! 3. As habilidades aplicadas pelo gerente de produto e gerente de projeto 4. Os principais desafios enfrentados por cada um dos profissionais responsáveis pela gestão 5. Diferentes critérios de sucesso que afetam o desenvolvimento no gerenciamento de projetos e de produtos Gerenciamento de produtos e gerenciamento de projetos mais fácil com o Bitrix24 Gerencie seus projetos e produtos em um lugar só! Perguntas Frequentes O que é a gestão do produto? O que é um gerente de produto versus um gerente de projeto? Quais são as principais diferenças entre a gestão de produto e a gestão de projetos? Como as diferenças entre a gestão de produto e de projetos afetam uma organização? Quem ganha mais: um gerente de produto ou gerente de projeto?

Free. Unlimited. Online.

O Bitrix24 é um local onde todos podem se comunicar, colaborar em tarefas e projetos, gerenciar clientes e fazer muito mais.

Comece grátis
Você também pode gostar
Como contratar funcionários remotos: tudo o que você precisa saber
Como contratar funcionários remotos: tudo o que você precisa saber
18 min de leitura
Práticas recomendadas no modelo de trabalho híbrido
Práticas recomendadas no modelo de trabalho híbrido
17 min de leitura
Iniciando um negócio de varejo on-line em 2022: 9 passos básicos
Iniciando um negócio de varejo on-line em 2022: 9 passos básicos
19 min de leitura