7 exemplos de uma metodologia de projeto

7 exemplos de uma metodologia de projeto
Ariane Jaeger
15 de abril de 2021
Última atualização: 16 de abril de 2021

Só quem lida com gestão de projetos sabe o quanto pode ser difícil fazer o fluxo seguir conforme o planejado. E para que o trabalho flua com efetividade, é essencial escolher a metodologia de projeto ideal.

Conferindo exemplos e tipos de metodologia de projetos, cada empresa pode definir qual é o caminho que trará mais benefícios para suas atividades – considerando stakeholders, recursos, prazos e demais particularidades.

Antes de tudo: o que é a metodologia de um projeto?

Quando falamos em projetos, estamos tratando de um assunto muito variável. Afinal, podemos criar projetos e tarefas para qualquer tipo de atividade, nicho ou propósito. Por isso, não existe um único caminho que pode ser seguido.

Uma metodologia de gerenciamento de projetos surge como a trajetória que será adotada em toda a execução do projeto. Ela reúne processos, ferramentas e padrões para sistematizar o trabalho – permitindo que o projeto siga conforme o planejado. 

Como fazer a metodologia de um projeto?

Dentro do campo da metodologia de gestão de projetos, encontramos duas classes principais: as metodologias tradicionais, mais antigas, e as ágeis (que são mais modernas e focadas nas necessidades atuais).

A verdade é que não existe uma fórmula mágica sobre como fazer a metodologia de um projeto, e muito menos uma resposta pronta sobre qual é a metodologia mais adequada.

Inicialmente, cada empresa precisa avaliar suas necessidades pessoais e as características particulares do seu projeto (como complexidade, riscos e etapas). Deve-se pensar sobre estratégias adotadas previamente, verificando se as abordagens foram as mais adequadas.

Depois de analisar os detalhes, é hora de definir qual dos tipos de metodologia de projetos se encaixa melhor de acordo com os objetivos do projeto em particular. Se você não faz ideia de onde começar, conheça 7 exemplos de metodologia de projeto que podem ser aplicadas. 

Os 7 principais tipos de metodologia de projetos

Gerenciar um projeto não é uma tarefa fácil, mas através de uma metodologia de projeto, o caminho pode se tornar mais fluido e organizado. Confira, logo a seguir, as principais metodologias, escolhendo uma delas para gerenciar suas atividades:


1. Scrum

Existem vários tipos de metodologias ágeis para o gerenciamento de projetos, mas o Scrum é uma das mais utilizadas.

O motivo de tanta fama é a sua adaptabilidade: o Scrum permite que equipes possam responder rapidamente às mudanças de mercado, otimizando o trabalho diário.

Um Scrum Dashboard simplifica projetos complexos e o converte em tarefas mais simples de serem executadas. Cada etapa de execução é conhecida como Sprint, que compõem ciclos de trabalhos para chegar até o resultado desejado.

Já que muitos softwares online permitem o uso do quadro Scrum para o gerenciamento de projetos, vale a pena experimentar, verificando se é a melhor metodologia de projeto para você.

2. Project Evaluation Review Technique (PERT)

A metodologia PERT é conhecida como ‘Técnica de Revisão de Avaliação de Projetos’ e é muito aplicada por empresas que precisam definir durações específicas para suas atividades. 

Neste tipo de metodologia, os profissionais estipulam três cenários possíveis: o cenário otimista, pessimista e mais provável. Assim, eles conseguem reduzir as chances de falhas e ter uma melhor estimativa de duração para o projeto determinado.

3. Extreme Programming (XP)

Extreme Programming é outro exemplo de metodologia de projeto que pode ser aplicada de forma ágil. Ela foi desenvolvida para melhorar a qualidade do produto final, focando no feedback e desejo do cliente.

A XP é recomendada, por exemplo, para empresas que lidam com o desenvolvimento de softwares.

Neste caso, o objetivo da metodologia de projeto é manter plena comunicação para que o produto final chegue o mais perto possível daquilo que foi planejado pelo cliente. Por isso, envolve feedbacks constantes, comunicação, respeito e muitos outros detalhes.

4. Kanban

Para equipes que preferem abordagens mais visuais, o Kanban pode ser a metodologia de projeto ideal.

O seu foco se concentra em realizar aquilo que é imprescindível, organizando as tarefas em três categorias: as que precisam ser feitas, outras que estão em andamento e aquelas já realizadas.

O trabalho é separado em cartões de cores variadas, tornando as etapas visuais para aumentar a produtividade e efetividade do time. Se desejar fazer um teste para ver se o Kanban é a metodologia ideal para sua equipe, é válido experimentar o sistema de Kanban online e gratuito.

5. Waterfall (Cascata)

Embora a metodologia Waterfall não seja considerada uma abordagem ágil, mas sim tradicional, ela pode ser útil para empresas de alguns nichos.

Na metodologia de projeto Waterfall, o trabalho segue de maneira sequencial, envolvendo as seguintes etapas:

· Definição dos requisitos do projeto;

· Planejamento de tarefas;

· Execução das atividades;

· E a validação final.

É importante ter em mente que a metodologia Cascata tem etapas dependentes: isso significa que a etapa 2 só pode ocorrer quando a etapa 1 estiver completamente finalizada.

Para empresas que estão sujeitas a atividades muito voláteis (em constante modificação), não é a metodologia mais recomendada. Afinal: os requisitos definidos no início do projeto quase nunca sofrem alterações.


6. Projects in Controlled Environment (PRINCE2)

A PRINCE2 é uma metodologia de gestão de projetos que pode ser utilizada em diferentes áreas (embora tenha sido criada para o nicho de tecnologia da informação ou TI).

Através dela, a equipe atua sobre princípios, processos e temáticas bem definidas – organizando um projeto do início ao término das suas atividades. O objetivo principal é focar em um gerenciamento de projetos eficaz, tendo controle de recursos e projeção de riscos que ajudem na gestão do negócio como um todo.

A metodologia de projeto PRINCE2 segue os seguintes princípios:

· Existir uma justificativa para o projeto;

· Procurar por aprendizados anteriores;

· Definir responsabilidades entre a equipe;

· Gerenciar por etapas e por exceção;

· Focar nos produtos;

· Adaptar as tarefas de acordo com o ambiente geral.

Além dos 7 princípios citados, a metodologia PRINCE2 possui 7 temas e 7 processos, que levam a economia de custos e execução de projetos de forma otimizada.

7. Project Model Canvas

Não poderíamos falar sobre metodologia de projeto sem citar o famoso Canvas, conhecido por grande parte dos jovens empreendedores. O Project Model Canvas pode até parecer simples demais, mas pensar em perguntas fundamentais pode ser mais efetivo do que se imagina.

Quem utiliza o Canvas pensa em perguntas básicas sobre o projeto, envolvendo:

· O quê?

· Como?

· Quem?

· Por quê?

· Quando?

· Quanto?

Por mais que pareça bobeira, fica mais fácil definir recursos, prazos, prioridades, atividades e os envolvidos – de uma maneira muito efetiva para quem está iniciando.

Se você está interessado em resolver problemas de gerenciamento de projetos, pode conferir o Bitrix24 e todas as suas ferramentas de gestão. O software oferece uma plataforma completa que integra outras funcionalidades, como CRM, gestão de documentos e muito mais —  tudo para uma completa gestão empresarial.
Grátis. Ilimitado. Online.
O Bitrix24 é um local onde todos podem se comunicar, colaborar em tarefas e projetos, gerenciar clientes e fazer muito mais.
Você pode gostar também
Empreendedor: você está escolhendo as soluções erradas de gerenciamento de projetos?
12 métricas de redes sociais (KPIs) que você precisa seguir para medir o sucesso
6 dicas para alinhar marketing e vendas
7 métodos comprovados para escolher o sistema de automação de fluxo de trabalho